quinta-feira, 22 de fevereiro de 2018

Crônicas da Matrix Financeira: Vanessa, a europeia

Como eu tive a oportunidade de contar pra vocês no post "A Assessora", em um passado não muito distante Vanessa ocupou um cargo comissionado que lhe garantia uma remuneração de aproximadamente R$ 7k/mês.

Ela se empolgou com o padrão de vida que a sua remuneração podia lhe proporcionar e, a partir de então, passou a incorporar a jovem independente que havia vencido na vida e tinha condições de usufruir do bom e do melhor que o mundo pode oferecer. 

Vanessa saiu da casa dos pais e alugou um imóvel para morar sozinha, financiou um carro e encheu suas redes sociais de fotos de viagens, pratos sofisticados e seus "looks do dia".

Seu mundinho colorido de ostentação e consumismo desenfreado desmoronou quando ela foi exonerada do cargo comissionado e se viu no olho da rua, com uma mão na frente e outra atrás.

Como em momento algum Vanessa pensou que guardar parte de sua renda mensal seria uma boa ideia, ao ser exonerada ela se viu completamente sem dinheiro, não lhe restando outra alternativa a não ser desocupar o apartamento que morava, voltar a viver com os pais e jogar para cima deles as suas dívidas, incluindo-se aqui o financiamento do carro. 

Depois disso Vanessa se aventurou como advogada em um escritório de advocacia. Enquanto fingia ter tudo sob controle, ela ganhava módicos R$ 1,8 mil/mês e trabalhava igual uma cachorra, tendo que continuar dependendo de seus pais, já que era incapaz de se sustentar como fazia nos seus dias de assessora.

Esse é um breve resumo dos posts anteriores, e já passou da hora de contar pra vocês a continuação dessa história, então senta na cadeirinha que lá vem desgraça. 

Crônicas da Matrix Financeira: Vanessa, a europeia

Depois de ser mandada embora do escritório de advocacia e se ver novamente desempregada, Vanessa não estava muito otimista com o seu futuro em terras brasileiras.

A partir de então ela resolveu viver fora do país, preferencialmente em algum lugar que valorizasse uma jovem de enorme potencial como ela, e traçou o seguinte plano de imigração: 

1) Vender o carro, embolsar a grana e ter capital o suficiente para se bancar por alguns meses fora do país.
2) Ser aprovada no mestrado de alguma universidade europeia (parece difícil mas não é, tem muita universidade no velho mundo oferecendo mestrados em inglês e com o coração aberto para receber brasileiros dispostos a pagar mensalidade). 
3) Mudar para o país em que fará o mestrado.
4) Cursar o mestrado ao mesmo tempo em que tenta arranjar emprego.
5) Após conseguir emprego e estabilidade financeira, ficar na Europa para todo o sempre.

Ah, o velho mundo!
Com o dinheiro da venda do carro no bolso e devidamente aprovada em um mestrado na Espanha, Vanessa começou a planejar a sua mudança do terceiro mundo para o primeiro.

Ela pegou o avião rumo à Espanha certa de que o Brasil não lhe ofereceu as oportunidades profissionais que merecia, sem em nenhum momento cogitar que talvez sua incapacidade de se sustentar seja culpa exclusivamente sua, e não uma conspiração nacional contra o seu enorme talento.

hashtag partiu espanha
Em terras espanholas Vanessa passou a morar no quartinho de uma pensão, frequentar as aulas do mestrado e compulsivamente postar fotos de sua nova vida nas redes sociais.

Apesar de já ter gasto uma parte relevante do dinheiro da venda do carro com passagem aérea, mensalidade do mestrado e adiantamento do aluguel do quartinho, Vanessa não resistiu à tentação de fazer uma viagem à Bélgica, postando dezenas de fotos de Bruxelas e Bruges em suas redes sociais.

"Vou ali na Bélgica rapidinho, a passagem está só € 69 (+ € 23 da franquia da bagagem, + € 120 euros de deslocamento pra chegar e sair dos aeroportos no cu do mundo em que a Ryan Air opera)". 
De volta à Espanha, Vanessa lembrou que sua grana não duraria para sempre e percebeu que chegou a hora de colocar em prática a parte mais importante de seu plano: arranjar emprego.

Se ela realmente se esforçou pra arranjar emprego eu não sei, afinal, eu não estava na Espanha pra ficar monitorando a vida dela.

Mas o fato é que ela não conseguiu trabalho algum, o que muito provavelmente tem a ver com o fato de que ela não fala espanhol direito e a Espanha está longe de ser o melhor lugar do mundo para quem busca emprego.

Vai lá arranjar emprego em um dos países com mais desempregados na Europa
O desemprego de Vanessa foi se prolongando no tempo e, como consequência, o dinheiro da venda do carro foi diminuindo.

Com menos de um semestre na Espanha o dinheiro de Vanessa se encontrava no volume morto - só tinha o necessário para comprar a passagem de volta ao Brasil -, e ela passou novamente a depender de dinheiro enviado pelos pais.

Para os pais de Vanessa, sustentá-la no Brasil era fácil. O mesmo não se pode dizer em relação a bancar a filha na Europa, tendo que pagar aluguel, mensalidade de mestrado, alimentação e outras coisas mais.

Vendo que não iam dar conta do recado, os pais de Vanessa lhe disseram que ela deveria arranjar um emprego o quanto antes, do contrário teria que retornar ao Brasil.


Percebendo que sua aventura europeia não ia ter final feliz, Vanessa deixou a dignidade de lado e lançou uma campanha, no Facebook e Instagram, pedindo a colaboração de seus amigos e familiares para ajudar a financiar o seu mestrado na Espanha, mediante transferência de dinheiro para a sua conta bancária, tendo como meta o montante de R$ 25 mil, quantia que seria suficiente para bancar os meses em que ainda tinha que ficar na Europa para cumprir as aulas presenciais do mestrado.

Ao perceber que mendigar nas redes sociais não seria o suficiente, Vanessa partiu para a encheção de saco "corpo a corpo", mandando mensagens individuais para cada um de seus amigos e familiares no WhatsApp explicando a sua situação e indicando a conta bancária para que lhe transferissem dinheiro.

Não me considero amigo de Vanessa, nem sou familiar. Sou apenas namorado da prima dela, um mero "agregado", e mesmo assim recebi mensagem da mendiga europeia no WhatsApp, pedindo contribuição para financiar seus estudos e afirmando que o quartinho dela na Espanha estaria de portas abertas para todo mundo que contribuísse. 

Minha reação quando recebi a mendigagem de Vanessa no WhatsApp
Comovida com a situação financeira da patricinha, a família de Vanessa se mobilizou em massa para ajudar, inclusive fazendo um "listão" no WhatsApp com o nome de todos os familiares, e ao lado do nome a quantia que cada pessoa doou. 

Doeu na minha alma ver que "Madruga" estava naquele listão, e ao lado do meu nome havia um zero bem redondo indicando que eu não havia doado nada até aquele momento, mas que todos esperavam que eu doasse, sob pena de ficar com o filme queimado perante a família de Vanessa, que por acaso também é a família da minha namorada.

Me amarraram direitinho nesse sofisticado esquema de esmola baseado no constrangimento público, e em nome da paz social transferi R$ 100,00 para a conta de Vanessa e procurei esquecer desse assunto.

Adeus, cem reais
Somente de doações de familiares, em especial graças às tias ricas, Vanessa arrecadou R$ 4,2 mil.

Provavelmente ela arrecadou mais do que isso, já que também recebeu doação de amigos, ex-colegas de trabalho e homens aleatórios que acham que doar dinheiro neste momento poderá garantir uma fornicação no futuro.

Depois de tanto esforço coletivo, Vanessa postou uma mensagem nas redes sociais dizendo que não conseguiu arrecadar os R$ 25 mil necessários para concluir o mestrado, que retornaria ao Brasil dentro de duas semanas e que mal podia esperar para ver todas as pessoas queridas.

A mensagem de Vanessa acerca da desistência do mestrado e de seu imediato retorno ao Brasil deixou no ar uma dúvida relevante: o que vai acontecer com o dinheiro arrecadado

Ora, se ela fez toda uma campanha para juntar bufunfa com o objetivo de continuar no mestrado, e no fim das contas ela não vai continuar no mestrado e retornará imediatamente ao Brasil, deveria devolver o dinheiro aos doadores, não é mesmo?

Só que não foi isso que aconteceu.



Vanessa não fez absolutamente nenhuma menção à destinação que daria ao dinheiro doado pelos financiadores do mestrado, situação que aliás permanece até a presente data.

De volta ao Brasil, tive a oportunidade de encontrar Vanessa na festa que a família dela fez para recepcioná-la.

Bem vinda de volta e parabéns por conquistar um mestrado incompleto
Na festa em questão, minha namorada veio até mim, apontou discretamente para o celular que Vanessa tinha em mãos e sussurrou: "pra você que não para de reclamar que Vanessa roubou seus cem reais, olha ali o que ela comprou com o seu dinheiro".

Eu não sou nenhum especialista em smartphone, mas pelo que a Madruguete me disse, Vanessa tinha em mãos um Samsung Galaxy S8 Plus comprado uma semana antes de retornar ao Brasil.

Pelo que pesquisei, aqui no bananal o celular em questão não sai por menos de R$ 3,3 mil, então sim, tudo indica que Vanessa transformou o dinheiro que todo mundo doou para financiar seus estudos em um smartphone de primeira linha.

Minha reação tentando ganhar a vida honestamente com meu celular de quinta categoria no bolso enquanto a bandida ostenta um Samsung Galaxy S8 Plus
Sabe quando um mendigo te aborda na rua pedindo dinheiro pra comprar comida, mas você sente que ele quer comprar cachaça ou crack? Pra mim Vanessa fez uma picaretagem parecida, pois pediu dinheiro pra "financiar estudos" e usou pra comprar celular antes de retornar ao Brasil. 

Seja como for, o fato é que ela já está de volta ao nosso querido país, novamente morando com os pais e vivendo de mesada enquanto procura emprego e reclama que "não tá fácil".

A não ser que "mestrado incompleto" anotado no currículo sirva para alguma coisa, sua aventura europeia foi o mais puro desperdício de tempo e dinheiro, isso sem mencionar a queimação de filme, pois certamente não fui o único que senti que Vanessa foi desonesta e roubou todo mundo.

Ainda estou pensando se vale a pena constranger Vanessa e exigir meus cem joesleys de volta, mas por ora acho que não vale a pena. Se vocês acharem que vale a pena comprar essa briga, me digam aí que eu posso rever meu posicionamento.

Aquele abraço! 

243 comentários:

  1. As vezes me custa acreditar que existe pessoas assim! Acompanho a história de Vanessa desde o inicio e pensei que não teria como ficar pior, mas ficou! Tava ansioso demais por esse post, desde terça que espero rsrs.
    Acompanho vc a muito tempo Madruga, me ajudou muito já! Criei vergonha na cara e criei esse perfil para começar a interagir. Valeu!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala, Ficar Rico! Cara, eu conheço muita gente igual Vanessa, pelo visto tô cercado de más companhias, rs.

      Abraço!

      Excluir
  2. Deixa pra lá. Bem pior que perder que 100 é ter uma filha dessa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nem fala... deve ser puro desgosto criar um filho e ver que ele se tornou um inútil.

      Excluir
  3. HAHA...nossa ,como tem gente cara de PAU no mundo.
    Eu vejo isso direto... Minha cunhada se formou Advogada e não encontrava emprego aqui no RJ, foi para Brasilia para viver com o Pai ,que nunca quis saber da sua existência, alegando ir buscar trabalho na região. Ela foi pra lá, arranjou um emprego de meia tigela, arrumou um namorado, viajou bastante para varios lugares do Brasil. Depois o cara terminou com ela, ai ela se demitiu la e voltou o cão arrependido pro RJ. Ficou 3 meses morando na casa de sua avó em condições precárias e depois conseguiu um emprego pagando seus 2000 reais /mês. Quando conseguiu o emprego,queria dividir um apt com uma amiga em um bom lugar do RJ, Me pediu emprestado 1.200 Reais, me garantindo que iria me pagar em 6 x 200 reais. Como odinheiro estava na minha reserva de emergência, acabei emprestando...
    Bom , esse mês fazem 4 meses que ela me pediu o dinheiro e até agora só me pagou 200 reais. E ela sempre ostentando as saidas todas semanas, foi passar a virada de ano em Cancún, carnaval viajou para uns 3 lugares e meu dinheiro que é bom.... NADA.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Porra, 2k por mês numa megalópole e viajando pra Cancún? Eu faria pra ela a mesma pergunta do Major Rocha: "tá dando o c* agora?"

      Excluir
    2. Pois é meu camarada, as contas não batem...
      Estava conversando com a irmã dela ontem !!
      Perguntava como ela tava fazendo pra manter essa vida , será que virou Puta ou sugar?? rs
      Só pode..

      Excluir
    3. Fogo isso, acho que todos temos valores travados em empréstimos familiares, que não deu para fugir.

      Tenho 5k engessados a mais de 2 anos, nem contabilizo ele e deixo como perdido.

      Excluir
    4. Cara, isso não é em nada diferente dela cuspir na sua cara é sair dando risada. Força aí meu velho

      Excluir
    5. Cara, eu tô disposto a abrir mão dos R$ 100 doados pra Vanessa, mas R$ 1,2 mil eu acho que não engoliria não.

      Bota essa maldita contra a parede e recupera seu dinheiro.

      Excluir
  4. Cara, dá raiva dessa juventude de bosta que habita a bananalândia atualmente: carpes malditos, sjw's, "feministinhxs"... Pra essa pocilga não há solução...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nem me fala...

      Pior que muita gente já deixou de ser juventude há muito tempo e é oficialmente adulta. A famosa "Criança de 30 anos", já escrevi um post sobre isso.

      Abraço!

      Excluir
  5. Kkkkkk. Gargalhei com a conclusão do texto, Madruga. Seus contos são muito foda.

    Sobre a Vanessa, mais do mesmo, pobrezinha.

    Sobre seus 100 conto, esquece isso. Considere-os como o pagamento de um curso que ensina como não ser, e imaginando que ela não vai mudar, seria legal constrangê-la quando ela procurar o Casal Madruga numa próxima oportunidade. Visto que o comportamento Vanessístico é uma obra inacabada e fatalmente ela vai precisar de grana em situações ainda mais absurdas, de repente você até vai falar disso no próximo episódio da nossa heroína sem capa.

    Baita ensinamento o seu post, Madruga. Valeu mesmo. Continue ativo na blogosfera!!

    Abração!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala, Ceariba! Não vou correr atrás desses R$ 100 não. Não vale o stress.

      Abraço!

      Excluir
  6. Fico imaginando Vanessa aos 40 anos meio flácida e falida, vivendo de pequenos golpes e enganando clientes.

    Excelente post.


    abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Provavelmente parasitando um marido, ou mãe solteira vivendo de pensão do filho.

      Abraço ST!

      Excluir
  7. Madruga meu caro, eu como advogado e amante de uma boa treta, cutucaria a oportunista de alguma forma SIM! Referente ao dinheiro da "campanha" que ela fez.
    Seja pessoalmente, ou melhor ainda, no grupo da família no Whatsapp. Hahaha.
    Se assim proceder, por favor, retorne para nos contar o ocorrido. Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. eu fingiria que não acompanhei o grupo e perguntaria como seria feita a devolução do dinheiro emprestado pela galera.
      Certeza que faria isso.
      kkkkkkkkk

      Excluir
    2. Concordo!! não precisa pedir os 100 reais de volta, mas tem que dar um jeito de cutucar, sei lá joga uma conversa tipo assim "Vanessa, já que você arrecadou dinheiro para o mestrado e não terminou, poderia usar o dinheiro e fazer uma festa e convidar todos que ajudaram" kkkkk

      Excluir
    3. Nem precisa perguntar, já vai meio que afirmando:
      "Pois então, quando que o dinheiro que nao foi utilizado vai ser devolvido mesmo?" hahaha

      Excluir
    4. Faz uma planilha com os nomes de todos os parentes que receberam o dinheiro de volta e destaca bem o ZERO ao lado da cada nome e joga no grupinho do WhatsApp.

      Excluir
    5. Hahaha
      Uma ideia melhor que a outra.
      Madruga, só por esporte mesmo, faça isso, por nós! Por favor! Hahaha
      Do contrário essa mulher vai ficar cada vez mais folgada. Pois se apronta e "fica tudo por isso mesmo", ela vai aproveitar. Tem que dar uma cutucada para ela pensar "epa, o povo não é tão bobo assim...".

      Excluir
    6. O Stifler mandou bem auhauahuhuahuahu

      Excluir
    7. Estou com o Stifler Pobre nesta, o dinheiro já era, mas vale a piada e dar uma cutuada, ao menos no próximo golpe ela já não tenta te incluir.

      Excluir
    8. Desenvolvendo a ideia do anônimo, eu mandaria para os parentes uma lista de devoluções com o nome todos os doadores com o número zero ao lado e o seu com o número 100. Se não quiser se expor perante os familiares da madrugete, pode pedir para ela fazer isso.
      Se combinar de fazer isso em conjunto com mais de um parente, a brincadeira fica ainda melhor, pois dá um ar de autenticidade à lista e estimula os demais a cobrá-la.

      Excluir
    9. Stifler pobre tu colocou mineração de cripto no teu site, maluco? Não entro mais. A que ponto chega a mesquinharia das pessoas

      Ficar roubando processamento (e por tabela energia/$) dos leitores é ridículo cara

      Excluir
    10. Concordo com vocês, acho que não vale a pena lutar pelo dinheiro (sob pena de pagar de pão duro), mas uma cutucada pode rolar sim. Não tive muita oportunidade até o momento, mas vai surgir...

      Abraços a todos!

      Excluir
  8. HAHAHAHAHAHAHAHAH

    Muito bom cara! Muito bom! Que história foda! Parabens pela narrativa!

    Eu não cobraria os 100 reais, mas mandaria varias indiretas todas as vezes que Vanessa falasse alguma besteira sobre trabalho, dinheiro, etc.

    Abs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Astro! Pretendo fazer igual você falou (não cobrar, mas cutucar).

      Abraço!

      Excluir
  9. Amigo, dinheiro só se empresta em último caso e, minha opinião, para pai/mãe/quem te criou. E mesmo assim depende da pessoa.
    Várias pessoas (amigos não muito afeitos a honrar seus compromissos, conhecidos, colegas de trabalho, parentes não muito chegados), já me pediram dinheiro emprestado e eu nunca emprestei. E foi a melhor coisa que fiz e faço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo contigo. Só contribuí com a causa de Vanessa pois não era uma quantia substancial. Agora um empréstimo sério (por exemplo acima de R$ 500), aí só emprestaria pra pai, mãe e irmão mesmo.

      Abraço!

      Excluir
  10. Olá, será que você pode me adicionar na sua lista de blogs?

    http://investidoruniversitario.blogspot.com.br/

    Obrigado

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O blogroll é para frequentadores do blog e acho que é a primeira vez que você comenta por aqui.

      Dá o ar da graça mais vezes que eu te coloco sim, amigo.

      Abraço!

      Excluir
  11. Relato sensacional, estava ansioso pela continuidade da saga.

    Sinceramente, eu não tenho um pingo de pena de gente que age que nem um demente. Eu cobraria sim, é seu dinheiro, conquistado com o seu esforço, pra ser usufruído por uma qualquer sem nenhum pudor. É a sua maneira de mostrar que não concorda com isso. Gente assim, continua se criando por choramingar como se fosse vítima, e nunca toma jeito.

    Nós, pessoas que nos esforçamos constantemente, não merecemos.

    Um abraço!

    ResponderExcluir
  12. Puta que pariu Seu Madruga ! acho quem nem se colocassem o Tolkien, o George R.R Martin e o Stephen King juntos pra pensar, esses conseguiriam escrever tal obra de ficção! é incrível como vivemos em um mundo de pessoas amacacadas como Vanessa.

    Mas uma coisa podemos constatar dessas estórias! boa parte do comportamento mimado dessa mulher advém do porto seguro financeiro que os pais dela oferecem, tenho certeza que houvesse a possibilidade de ela virar mendiga devido a sua macaquice financeira certamente ela pensaria muitas vezes antes de fazer essas merdas.

    Sabemos também que o comportamento mimado e amacacado está enraizado nas entranhas dessa mulher o que significa que ela dependerá em maior ou menor grau dos pais pra lhe sustentar o de um beta provedor. A pergunta que eu te faço madruga é a seguinte : essa vanessa é bonita e jovem suficiente pra arranjar um beta provedor nível peitinhos pra sustentar o seu alto padrão de vida e seu comportamento mimado?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala, Cavaleiro Realista!

      Com certeza isso foi um problema de criação.

      Muitos pais dão conforto aos filhos sem ao menos explicar pra prole que um dia eles vão ter que se virar sozinhos.

      Isso faz com que a criança cresça e se desenvolva numa zona de conforto que não dá pra ela uma real dimensão de como é a vida adulta.

      Respondendo sua pergunta: sim, acho que ela é bonita e jovem o suficiente pra seduzir um beta provedor. Acho que esse é o caminho mais óbvio pro futuro de Vanessa, qualquer futuro diferente disso vai me surpreender.

      Abraço!

      Excluir
  13. A Vanessa só resta o xerecard, casar com algum otário que sustente sua vida de dondoca. Mesmo não sendo mais nenhuma garota, de trouxa esse mundo tá cheio.

    ResponderExcluir
  14. Sim.. rs...
    Eu pediria minhas 100 pila de volta!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já desisti, vou só dar uma cutucada quando a oportunidade surgir.

      Abraço Mineiro!

      Excluir
  15. Próximo capítulo, já sabem né...: Vanessa, a noiva.
    Parabéns pelo texto, Madruga.
    Ah, e se quiser dar uma dor de cabeça pra espertinha, registre uma ocorrência por estelionato, heheh
    Abraço,

    Delegado Investidor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que o próximo capítulo vai ser algo do tipo, mesmo.

      Estelionato é muito pesado, rs.

      Abraço!

      Excluir
  16. Primeiro, não teria emprestado de jeito nenhum.
    Amigo meu já pediu emprestado e não levou. É bem ruim que emprestaria para prima de namorada/esposa etc.
    Segundo, SE, e coloca SE nisso, eu tivesse cometido a burrada de emprestar, é lógico que iria querer de volta, visto que emprestei com fim certo. Se o fim não foi executado, quero o money back.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já desisti de reaver meus cem contos. Muito pouco dinheiro pro drama que geraria.

      Abraço!

      Excluir
  17. No momento que ela anunciou a volta ao Brasil eu já questionaria se ela iria devolver o dinheiro. Se ela não devolvesse pelo menos criava um constrangimento.
    E lhe digo, eu cobraria, não pelo dinheiro, que é muito pouco, mas só pra não me sentir trouxa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O constrangimento eu pretendo criar, sim...

      A oportunidade vai surgir cedo ou tarde.

      Abraço!

      Excluir
  18. Eu cobraria o dinheiro do modo mais constrangedor possível.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tipo esperar alguma festa da família dela, pedir a atenção de todos fingindo que vou fazer um brinde e cobrar Vanessa publicamente, rs. Seria bom, mas não tenho disposição pra isso.

      Abraço!

      Excluir
  19. Só vim deixar isso aqui...

    Art. 171 - Obter, para si ou para outrem, vantagem ilícita, em prejuízo alheio, induzindo ou mantendo alguém em erro, mediante artifício, ardil, ou qualquer outro meio fraudulento:

    Pena - reclusão, de um a cinco anos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é, Anôn. O que esperar de uma pessoa que comete estelionato contra a própria família?

      Excluir
  20. Tenho uma história parecida...
    Meu primo era um cara de classe média média, pai operário de uma antiga estatal, mãe professora. Teve uma infância sem luxos mas confortável. Moravam no interior (custo de vida baixo). Terminada a escola, foi estudar Direito na capital. Trabalhava para ajudar a se manter.
    Ao se formar, pai e mãe deram a ele uma salinha comercial para montar um escritório no interior (beeem antes da bolha imobiliária).
    Meu primo é realmente um cara trabalhador, mas tem um grande defeito: gosta de ostentar. Com o tempo, passou a ganhar dinheiro, mas tudo que ganhava, gastava.
    Pra piorar, a irmã gata casou com um executivo de multinacional, e ele passou a conviver com ricaços.
    Hoje ele ganha bastante bem, mas gasta aos tubos pra manter o padrão. Viagens para a Europa de duas a tres vezes por ano, so de classe executiva. Roupas, "gadgets" etc. Carro, troca a cada ano e meio no máximo, sempre acima de 100k. O atual, um esportivo de 300k. Detalhe: o cara mora num apê de 90m2. Alto padrao, mas 90m2.
    Se ele não fosse tão esbanjador e ostentador, e investisse direito, hoje estaria RICO com menos de 40 anos.
    Torço para que ele se emende, pois não é má pessoa e gasta o que é dele, fruto do trabalho dele, não suga ninguém. Mas enfim...
    Ahh, com o novo riquismo, veio um certo esnobismo. Uma vez a gente estava conversando sobre whisky (somos ambos apreciadores) e ele me vem com essa:
    - Sabe delega, para o dia-a-dia eu tomo whisky 15 anos... Menos que isso não desce...
    Eu falei "Porra, Sanderlei? Doze anos não desce??
    E ele: "Não dá pra tomar".
    Aí eu não aguentei:
    - Vá se f*der velho, até outro dia a gente tomava cachaça do seu pai na oficina dele, agora vc vem com essa conversa...!
    Ele ficou meio sem graça e mudou de assunto, hahah
    Valeu, Madruga

    Delegado Investidor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando se economiza se faz uma escolha, prefere ter um montante maio em um tempo mais distante, porem op objetivo final é usufruir do valor.
      Quem sabe ele pensou a respeito, viu que provavelmente vai manter a entrada de dinheiro ou até aumentar e nao quer trocar a satisfação de se ter esses bens agora para ter mais outros bens no futuro.
      As vezes o cara chega com muita grana aos 50 e pensa que o que realmente queria comprar era uma baita caminhonete aos 30 anos.
      Cada escolha que fazemos abrimos mao de todas as outras opções.

      Excluir
    2. Guardadas as devidas proporções (imensas, diga-se), me lembrou de um caso, na minha cidade (100 mil hab.) sei de um cara, uns 30 anos, que está há uns 8 na faculdade federal, não forma nunca, e é bancado exclusivamente pela mãe, que gasta a maior parte do que ganha com ele.
      O cara vive na vida boa. Só viagens, shows, gasolina, barzinhos, gadgets e tal, e jogando tudo no cartão da mãe, que fica na faixa dos, chuto eu, 2 mil reais por mês.
      Tenso.

      Excluir
    3. o madruga já narrou uma estória parecida de esbanjador que ao perder o emprego não consegue baixar o padrão de vida e vai à ruina financeira.

      nos que temos inteligencia financeira sabemos que gastar 100% do capital e nao ter reserva financeira é formula pro fracasso.

      se o cara estiver vivendo um padrao compativel com a renda dele e tiver uma boa reserva rumo ao if tudo bem, mas sabemos que esse nunca é o caso dessa galera ostentadora (vivem no hoje)

      Excluir
    4. Delegado, que história doida! Viajar pra Europa de classe executiva? Pelas barbas do profeta! Incrível como o padrão de vida escraviza a mente do ser humano.

      Excluir
  21. Eu não exigiria diretamente o valor de volta. Faria isso de forma indireta, com uma pergunta "inocente" num ambiente público em que estejam vários outros "contribuintes":

    - Eae, Vanessa, aquele dinheiro que vc arrecadou vai ser usado pra retomar o mestrado?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa! Faça isso por nós, madruga! hahaha!

      Excluir
    2. Excelente ideia. Tava pensando em formas de cutucá-la e a sua sugestão é muito boa.

      Abraço!

      Excluir
  22. Logo logo ela arranja um trouxa para casar. Tem muitos por aí que assumiria essa bomba relogio que suga até deixar o cara sem nada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fato. O destino dela é arrumar um beta endinheirado e cornear até a sexta geração do pobre coitado.

      Quer saber como a história do casal vai se desenrolar?

      Leia:

      https://opobre-diabo.blogspot.com.br/2018/02/um-pobre-diabo-se-fosse-casado.html

      Excluir
    2. Também acho que isso vai acontecer.

      Abraço aos dois!

      Excluir
  23. Cara, adoro suas crônicas! haha

    Deixa pra lá os 100, vai se queimar com a família da namorada e ganhar fama de pão duro. Não fará falta pra você mesmo. A menina já tá queimada por não devolver. O pessoal aqui vai querer que você cobre, querem sangue haha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não vou cobrar. Já superei o prejuízo, rs.

      Abraço!

      Excluir
  24. Se ela for bonita, só resta ela arrumar um trouxa mangina para bancá-la, o que não é dificil se ela for acima de nota 7.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se for nota 5 e bem relacionada já vai chover cuckold pra assumir a bomba e derreter o patrimônio no futuro divórcio.

      Excluir
    2. Se eu tivesse que avaliar diria que ela é 7.5.

      Bem vestida e com maquiagem pode até subir pra 8.

      Ela realmente não é feia e não vai ter dificuldade em arranjar um beta provedor.

      A questão é que ela se considera muito nova pra "desistir" e recorrer a isso, então ainda tem esperança de encontrar o príncipe em vez de partir em busca do beta provedor.

      É questão de tempo.

      Excluir
  25. larga esses 100 pra lá.
    tá barato demais pra essa doida nunca mais te pedir dinheiro.
    quando e se ela pedir, aí vc fala q até hoje nao recebeu de volta os 100...

    pronto.

    abraço.;

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já larguei. Realmente muito pouco dinheiro pra se estressar.

      Excluir
  26. Essa vanessa é bem fdp. Agora só resta ela arrumar um beta para mantê-la.
    Deixa esses 100 reais para lá.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  27. Jamais pediria a grana de novo, dinheiro é feito pra comprar sossego e paz, exatamente o que se perde se correr atras dos 100.
    Mas sendo sarcastico do jeito que sou, provavelmente faria varias piadinhas sobre a situação haha


    Brasil realmente é foda, fiz algo parecido, minha familia tem alguns imóveis alugados, portanto nunca me preocupei em passar necessidade, mas corria atras de emprego e nao achava nada (engenheiro civil)

    Vendi o carro, peguei os 20 mil e vim pra Australia a 6 meses atras, foi uma semana de labor quebrando muro, 2,5 meses de garçon e agora finalmente já to trabalhando de técnico, ganhando 25 dólares a hora + casa + carro da empresa, depois de 6 meses eles efetivam e ganha ainda mais.
    E o mais importante, 50% do que ganho vou guardando.

    Boas historias, ve se nao fica muito tempo sem postar, faz falta o seu conteúdo.

    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. To pensando em fazer exatamente o que você fez. Ta trampando como técnico de que?

      Excluir
    2. Tecnico de rodovias, melhor trampo!
      A cada 10-20 dias é uma cidade nova, conhecendo a Australia, a casa e o carro a empresa fornece e ainda da para pegar um segundo ano de visto (vim com o working holiday visa).
      Para quem vem com visto de estudante é mais complicado por nao poder trabalhar 40 horas por semana.
      Mas a vida é realmente muito fácil pro pessoal aqui, os únicos mendigos que tu ve em Sydney são os malucos e doidos, porque qualquer trabalho aqui começa pagando 20-25 dólares a hora.

      Excluir
    3. Eu iria como acompanhante da minha esposa, ela iria como estudante. Salvo engano, acho que eu poderia trabalhar 8h/dia. Você fez esse curso onde?

      Excluir
    4. Caramba, a 25 doletas a hora dá pra tirar fácil uns R$ 15k por mês.

      Fora a experiência fantástica de conhecer outra cultura. A fluência no idioma, o currículo, as europeias...

      Excluir
    5. Europeias? Australia fica na Europa? Eu moro aqui e nunca tinha me ligado nisso.

      Excluir
    6. kkkk

      Vdd, anon, Austrália fica na Oceania. Burrice minha, mas a ideia é a mesma.

      Excluir
    7. Se deu bem, gigante, meus parabéns pelo relato!

      Excluir
  28. "1) Vender o carro, embolsar a grana e ter capital o suficiente para se bancar por alguns meses fora do país." - Engraçado, como foram os pais que ajudaram a pagar o financiamento do carro, nada mais justo que, com a venda do automóvel, realizar o ressarcimento aos pais, dos valores "emprestados", mas, isso ocorreria em outros tempos.

    Quanto a cobrar os 100 temers, te digo que não vale a dor de cabeça, no fim das contas, ela se faria de vítima e você seria o sovina desalmado, acabaria se queimando com a família e com a sua namorada, afinal, a sua namorada não gostaria de ficar com um homem que é reprovado moral e socialmente pela família, mesmo que a atitude do namorado seja correta, questão psicológica, vão te praguejar, dizendo que o mundo dá voltas, que um dia você poderá precisar de ajuda, a "Vanessa" vai começar a chorar e você será o pão duro odiado, lembre-se ela já está "humilhada" por não ter conseguido terminar os estudo por falta de grana.

    Enfim, pense pelo lado bom, foram apenas cem temers, com certeza ao longo da vida você já perdeu bem mais que isso, então, bola pra frente, apenas sorria e acene, pois a vida continua.

    Com o dinheiro do adsense advindo das estórias que você conta da "Vanessa" logo você recupera o dinheiro perdido e o melhor, sem a dor de cabeça e a encheção de saco familiar, entenda, as vezes o silêncio é a melhor forma de ganhar dinheiro.

    Lembre-se também que existem inúmeras formas de ganhar dinheiro e o constrangimento nem sempre é a mais esperta, tenha em mente que você "doou" o dinheiro para ajudá-la nos estudos, se você for cobrar de forma a constrangê-la, você pode ter que enfrentar um processo por dano moral, afinal, você abalou a moral da pobre moça que estava em busca de um sonho e uma melhor colocação no mercado de trabalho, ou seja, ao invés de receber de volta os cem temes doados, você irá gastar bem mais num processo judicial, mesmo que ela não ganhe a causa, você terá que gastar com advogados, audiências, etc., ou seja, numa análise racional e fria, você ao tentar ganhar uns trocados irá perder bem mais.

    Portanto, o que passou fica no passado, o que está feito não pode ser desfeito, siga em frente, com a consciência tranquila.

    Anon com devaneios de escritor, em um raro momento de lucidez e racionalidade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo contigo, o dinheiro do carro deveria ser devolvido aos pais. Vanessa é uma criança-adulta, então a lógica dela não funciona da mesma forma. De alguma maneira bizarra ela resolveu que o produto da venda do carro seria dela, mesmo não tenso sido ela que pagou pelo veículo.

      Já desisti de cobrar os R$ 100.

      Eu não ganho muito com Adsense. Mesmo que mantivesse 1 post por semana, não ganharia o dinheiro do adsense com regularidade o suficiente pra compensar a trabalheira de manter postagens regulares.

      Abraço!

      Excluir
  29. Cara, que trilogia! O mais interessante é que esta história não acaba por aí.

    Estarei aguardando ansiosamente pelos próximos capítulos desta série que, infelizmente, não é tão INCOMUM quanto pensamos.

    Excelente texto Madruga, parabéns e continue nos agraciando com outras histórias informativas como esta!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Termos Reais!

      Tem muita "Vanessa" por aí, eu conheço bastante gente...

      Abraço!

      Excluir
  30. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  31. De início eu nem teria dado o dinheiro, mas já que deu, foram apenas 100 reais, não vai fazer falta. Pra sua esposa você já fez a sua parte, se você cobrar vai ficar com clima chato, sempre que você não tiver por perto os parentes dela vão ficar falando de você pra ela, que você é pão duro e tal.

    ResponderExcluir
  32. "não tá fácil", Madruga. O cuecão provedor da vida dela está demorando a aparecer hein.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E acho que vai demorar por duas coisas:
      1- Pra esse tipo de mulher os homens nunca estarão a sua altura
      2- Os homens estão acordando pra realidade, devagar mas estão.

      Muitos dos meus colegas ainda vivem na matrix, mas dia desse um veio falando de que as feministas não prestam. Já empurrei um monte de artigos falando de feminismo nos blogs realistas pra ele pelo whatsapp. Se ele for inteligente ele vai se ligar nos paranaues e a ficha cai de uma vez.

      Excluir
    2. Fala, pessoal!

      Capitão Caverna, acho que não dá pra se referir aos homens coletivamente.

      É cada um por si e sempre terá milhões de betas pra atender ao socorro da Vanessa quando ela finalmente perceber que precisa arranjar um companheiro ou vai ficar pra titia.

      Abraço!

      Excluir
  33. Meus parabéns Madruga! A cada post que você publica fica ainda mais seu fã!!! Você manda muito bem na escrita!!! Abraços

    ResponderExcluir
  34. Que história hein...

    Essa ai não tem mais solução, e certamente os pais também tem grande parcela de culpa por esse caso perdido.

    Como já disseram ai, se ela for bonita provavelmente arranjará um provedor para posar de mulher de família.

    Quanto aos R$ 100,00, pedir de volta é complicado, você só vai se queimar, mas mandar indireta em grupo da família ou facebook é SUA OBRIGAÇÃO por ter contribuído com essa infâmia.

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cedo ou tarde vai rolar a tão aguardada cutucada na Vanessa, pode ter certeza.

      Abraço!

      Excluir
  35. senhor, no começo achei que vc estava passando um K.O. em nós, mas nessa ultima cronica, senti um realismo na narração que acreditei, não aguentei e ri muito principalmente na parte do volume morto. Vanessa com certeza é um exemplo de brasileiro, nunca termina nada e reclama do mundo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não tem caô, ela é só uma das várias pessoas que conheço que são completamente sem foco na vida e que não sabem lidar com dinheiro. Tô pra te dizer que conheço gente pior que ela... Vanessa pelo menos trabalhou ou tentou trabalhar, te digo que conheço gente por aí que está com quase 35 anos a depender exclusivamente dos pais sem o menor pudor.

      Abraço!

      Excluir
  36. Postaria uma foto da Vanessa, com o novo celular na mão, no Whatts da família parabenizando pelo novo celular.
    No meio dos parabéns esclareceria como é difícil alguém juntar 3,3k hoje em dia para obter uma "conquista" dessas.

    ResponderExcluir
  37. Se preocupe nao Madruga.. jaja ela casa com um jovem rico e vai esfregar o sucesso financeiro dela na sua cara..


    ate separar e ficar com uma mao na tras e outra na frente..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ate separar e o CARA ficar com uma mao na frente e a outra atras...isso que vc quis dizer?

      Excluir
  38. Excelente post Madruga!

    Rindo até agora kkk

    Sobre os 100 pila, deixa pra lá. Não vale a pena. Agora mandar uma mensagem no grupo do whats é interessante hahahaha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu, Inglês!

      Vou dar alguma cutucada, mas pelo whatsapp não. Sou tão mudo nesses grupos que as pessoas esquecem que eu tô dentro e não me enchem o saco. Pretendo continuar assim.

      Abraço!

      Excluir
  39. Cara, que história Madruga!

    Não devolver seria realmente muita cara de pau. Mas é capaz de ela dizer que precisou do dinheiro para voltar ao Brasil, e fica tudo "explicado".

    Deixa pra lá, prejuízo pouco é lucro.

    Abraços e fica com Deus

    ResponderExcluir
  40. Acho que vc deveria mandar o link dessa história para ela.

    ResponderExcluir
  41. Não pediria para devolver mostrando sua identidade, mais anonimamente criaria um post para perguntar o que foi feito com o dinheiro doado e se iria devolver uma vez que não foi realizado o curso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Denúncia anônima" é uma possibilidade...

      Abraço!

      Excluir
  42. Que história "maravilhosa", Madruga! Não deixe de nos atualizar!

    Quanto a grana, esquece isso, não vale a pena, fora que você sempre vai poder guardar isso pra jogar na cara dela algum dia que ela por acaso vier encher o seu saco ou da sua namorada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já desencanei da grana. Vou ficar só na cutucada mesmo.

      Abraço!

      Excluir
  43. droga, acho que antecipei o final, nao imaginava que ainda teria esse desenrolar!

    o final desse causo todos nos ja sabemos, casar com um provedor ou terminar a vida mendigando(trabalhando e dependendo do inss)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. o final da estória é engravidar desse provedor e altas festas de mêsniversário, chá revelação para o pequeno prínciope Enzo ou princesa Valentina. As redes sociais dela viverão entupidas de fotos dos catarrentos e óbviamente ela nunca mais trabalha e vai sugar a grana do provedor ao máximo até virar mãe solteira e guerreira nas redes sociais vivendo de pensão com a vó tendo que criar ela e os catarrentos dela!

      ou não é?

      Excluir
    2. Com certeza vai ser algo muito próximo disso. Pelo andar da carruagem, é o caminho natural que ela vai seguir.

      Abraço!

      Excluir
  44. É normal ter 24 anos, e só ter comidos gps? nunca comi uma civil até hoje. isso me incomoda =/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tinha um amigo meu que tb foi assim até la pelos vinte e altos anos... Depois arrumou uma namorada e casou.
      Relaxa.
      O problema dele era falta de auto-estima, pq era gordo e se sentia diminuído por isso. Nem chegava nas meninas.
      Vc tem q identificar o que está te impedindo e trabalhar isso.
      Abraço.
      Delegado Investidor

      Excluir
    2. Comi a primeira civil com 35, hoje tenho 41. Já comi por volta de 250 mulheres diferentes e 3 eram civis só. O importante é ter poder de escolha e não aguentar frescuras, gozar e ir embora. Não se preocupe anon, continue comendo putas, sempre variando o prato

      Excluir
    3. Com o níveis de exigências de hoje meu amigo não é para espanto. Vide o Japão, onde vem crescendo cada vez mais o número de pessoas que passam a casa dos 30 e continuam virgens. A carência lá é tão alta que os caras estão até saindo com travesseiros para passeios e bares. A moda ainda não chegou aqui, mas não está muito longe disso não. Aqui quem tem dinheiro ainda está saindo na frente.

      Excluir
    4. Delegado investigador, eu nem sou gordo.

      tenho uma boa altura 1,84. mulheres de modo geral dizem que não sou feio, que sou bonitinho. Algumas ja falaram que sou feio.
      eu também nunca tive uma namorada. me sinto humilhado por dentro, por não ter namorado e não ter comido uma civil, se bem que eu tive oportunidade sim, porém julguei como muito feias e acabei tremendo e não indo.
      não sei se minha criação influenciou.

      Agora, eu estou estudando pra passar em medicina e com o dinheiro do trabalho, estou juntando pra comprar um carro, para ir pro uber e 99, pois trabalho em telemarketing, trabalho horrível e sem futuro

      Excluir
    5. Cara, vc está no caminho certo, estudando para ser alguem na vida, isso é o mais importante.
      Carência afetiva é foda, já tive também períodos solitários e realmente é muito ruim, mas vc tem que ser forte e saber que isso passa.
      Pelo que vc está me contando seu "problema" está mais na sua cabeça. É ela que vc precisa trabalhar. Posso te sugerir duas coisas: procure um psicólogo da linha comportamental, eles podem te ajudar a trabalhar essa questão e não tem aquela viadagem freudiana. Não é vergonha nenhuma, dá resultado rápido e isso muda a vida das pessoas. A segunda, pratique esporte. Libera endorfina, reduz o estresse, deixa o corpo legal, aumenta a autoconfiança.
      Be strong.
      Abraço e boa sorte.
      Delegado Investidor

      Excluir
    6. Você trabalha com telemarketing a resposta está aí. Não é a culpa sua é de status. Hoje a mulherada quer só cara que tenha status ou grana. Por exemplo um bancário pode ter o pior emprego e menos remunerado da agência bancária mais vai papar uma mulher de graça. Um pedreiro de construção civil pode ganhar bem melhor que o bancário mais não vai comer ninguém de graca. se dizer que ganha a vida como pedreiro. E assim é a vida nesse século.
      As feministas gostam de status e grana. Como telemarketing ganha pouco. E as pessoas não dão muito valor. Caso se tivesse outro emprego você ia ver a vida diferente.
      Te falo isso pq quando eu era estagiário só consegui comer mulher feia. Quando virei efetivo as coisas mudaram. Depois até fui melhor conversando com as mulheres. R consegui casar com a mulher que me tratou melhor. Tenho nada a reclamar da minha esposa até agora.

      Excluir
    7. Não me parece normal.

      É legal fornicar com pessoas que não estão pensando só no seu dinheiro, e você tá perdendo essa experiência.

      Não tô querendo desmerecer o trabalho das GPs, apenas dizendo que você tá perdendo o outro lado da moeda.

      Alguns vão dizer que você não tá perdendo nada. Pro bem ou pro mal, você tá perdendo alguma coisa sim (no caso, uma experiência possivelmente interessante).

      Se serve de consolo, você ainda é novo. Resolva o que quer que esteja te atrapalhando e aproveite bem o que ainda resta da sua juventude.

      Abraço!

      Excluir
  45. Que tremenda fdp... tá cheio de gente assim por aí... e o povo gosta!

    Eu não compraria essa briga, vc não deveria nem ter doado, agora que doou esquece... senão a psicopata vai queimar seu filme feio, já aconteceu comigo.

    ResponderExcluir
  46. o dia que voce encher o saco da sua namorada e nao souber como acabar com a relação, pergunte aos pais da prima dela se eles podem devolver os 100 reais uma vez que a mestranda te deu o calote

    ResponderExcluir
  47. Na boa? Já passou da hora de alguém mandar a real pra ela. Se nem os pais, nem a família e nem a prima mandaram a real ainda, essa pessoa vai ser você.

    Abre o Word e escreve um texto no whatsapp dizendo exatamente o que você disse nessa série, enfatizando que se fosse doar pra alguém, seria pra uma instituição de caridade. Depois de escrever, fecha, toma um suco de maracuja, dorme, relê e dá uma podada no texto, tentando polir a linguagem, mas em tom duro. O espiríto é o seguinte: você é só uma pessoa preocupada com o futuro profissional e financeiro dessa pessoa excepcional que ainda não encontrou seu lugar no mercado. Quando estiver satisfeito, saia de casa, compre rosas e um chocolate caro para a Sra. Madruga e marque uma DR com ela. Na DR, entregue as rosas e diga que ama muito ela, mas que alguém precisa jogar a M no ventilador pelo bem da menina, e esse alguém vai ser você. Enfatiza pra Sra Madruga que você, como um agregado da família, se sente na obrigação moral de tirar ela da zona de conforto e mostrar pra ela que mudanças precisam ocorrer. Entrega a mensagem e diz pra ela que ela é livre pra podar a linguagem, mantendo a mensagem principal, mas aue a mensagem vai pro grupo da família. Dê o chocolate depois dela corrigir pra acalmar os ânimos e fortalecer seu relacionamento.

    Depois dessa DR, aguarde mais um dia e, no meio das várias fotos de bom dia, prepare um balde de pipoca e jogue a M no ventilador.


    Provavelmente ela vai te odiar pra sempre. Mas você vai ter feito a coisa certa e vai ter deixado ela mais próxima de ver a realidade, eventualmente. E, olhando pelo lado poaitivo, ninguém da família nunca mais vai te pedir dinheiro emprestado. Mas sugiro que você seja generoso com os presentes de natal desse momento em diante.


    Boa sorte!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uma das piores estrategias que li nos comentarios...
      Nessas situações, prejuizo pouco é lucro. Nao se entra no chiqueiro para brigar com o porco, mesmo que vença vai sair sujo e sem qualquer lucro.

      Excluir
    2. Olá, Anôn!

      Também acho que já passou da hora de alguém dar um tapa de realidade na Vanessa, mas não sou eu quem deve fazer isso.

      Isso deve ser realizado pelos pais dela, ou por amigos próximos estilo aquelas intervenções que vez ou outra vemos em filmes americanos.

      Eu não tenho absolutamente nenhum motivo pra me envolver na vida de Vanessa dessa forma. Não sou parente nem amigo dela, apenas um coadjuvante (e vítima de estelionato), e nessa posição não vale a pena fazer nenhum esforço para transformá-la em uma pessoa melhor.

      Abraço!

      Excluir
  48. Nossa, me deu ódio dessa pilantra. Mal caráter. E quanto mais a vida bate menos ela aprende, pior tipo de gente. Não vale a pena pedir os 100 de volta não. Melhor ter o mínimo de contato possível. As postagens estão ótimas, leio todas! Abraço e

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu só mantenho contato o suficiente pra saber das tretas e contar as novidades aqui no blog, rs.

      Abraço!

      Excluir
  49. Que merda hein ??????
    O problema de sair no Brasil é que você tem que ter muito dinheiro para na pior das hipóteses ficar o tempo suficiente para não gastar todo o suado dinheiro ..

    É difícil sair do Brasil , vejo um imenso erro das pessoas arriscar tudo e ir para lá .. Foi o que essa guria fez ! arriscou tudo e foi .. Estava na cara que ela iria voltar né ? Vai ver que se prostitui por lá mesmo...(nunca se sabe)..

    Para sair do Brasil deve-se sair com o dinheiro suficiente para ter VISTO de empresário que está mais ou menos em 500 mil reais para a autrália .. Antes disso nem pensar em tirar as pernas daqui .. Só se o LULA ganhar .... Daí pode ser que eu mude de opinião !

    Esse negócio de sair do país com uma mão na frente e outra atrás remete da década de 80/90 ... Mas precisamente ali em 1992 com o confisco do collor .. Muitos Brasileiros arriscaram tudo , foram ser pedreiros, pintor , garçom .. A maioria deu certo , uma vez que nessa época que eu mencionei era muito fácil sair do Bostil .. Hoje é bem mais complicado !

    Abraço para quem fica no bostil ..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. discordo completamente, só quem vive no primeiro mundo (espanha e portugal não conta) sabe como a vida é infinitamente superior ao Brasil sendo pobre ou classe média.

      até mesmo ser ilegal nos EUA é um plano muito melhor do que ser CLT aí nessa merda de BOSTIL.

      Europa é complicado mesmo, atualmente considero a Australia como mencionou, o melhor custo beneficio pra quem quer vencer no exterior por ter o cambio mais barato, falar ingles, ter economia forte (fácil arranjar emprego), salario minimo alto e com custo de vida infinitamente mais barato (excecao moradia) e maior seguranca.

      Excluir
    2. Anonimo que mora na Australia4 de março de 2018 21:59

      A economia australiana é idêntica a brasileira, há unica diferença é que eles tem 25 milhões de habitantes.

      Excluir
    3. Esse anônimo aí em cima nunca nem pisou na terra do canguru pra falar tamanha asneira.

      Austrália adota o livre mercado, e é uma das economias mais livres do mundo, muito diferente do assistencialismo petista Brasileiro que demoniza o empreendedor, por exemplo, eu abri a minha empresa na Austrália online e na hora, sem nenhuma burocracia, enquanto no Brasil, demorou 3 meses pra eu abrir a minha empresa e me custou uma pequena fortuna, além de inúmeras burocracias inúteis e desnecessárias.

      Existe praticamente um planeta inteiro no abismo da diferença entre Austrália e Brasil.

      Excluir
    4. Vanessa definitivamente deveria ter levado bem mais dinheiro do que levou.

      E pagar mestrado como pretexto pra permanecer lá é uma ideia de bosta.

      Mestrado é caro pra cacete.

      Se o objetivo era apenas ter um pretexto para permanecer na Espanha, poderia por exemplo ter ingressado em um curso de espanhol para estrangeiros em vez de mestrado.

      Seria bem mais barato e garantiria o visto que ela estava precisando, e o dinheiro que ela (ou os pais dela) queimaram pagando mensalidade de mestrado poderia ser usado para garantir mais tempo de permanência dela lá, para ter mais chance de encontrar trabalho.

      Abraço a todos!

      Excluir
  50. Fala Madruga

    Excelente narrativa

    Minha opinião, deixe esses 100 conto pra lá afinal você fez a sua parte, uma lástima ela não ter dado o destino a que deveria o valor arrecadado. Vida que segue meu caro. Não vale a pena ficar "queimado" com a familia da sua namorada pois conhecendo os brasileiros como conhecemos já sabemos de que lado ficariam. E outra, as vezes gastamos 100 reais ou mais com muitas coisas inuteis ou pouco relevante. Deixa isso pra lá e só não ajude mais.

    Abraço do Mestre

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala, Mestre! Obrigado pela opinião, resolvi deixar pra lá mesmo.

      Abraço!

      Excluir
  51. Putz Madruga, espero que você tenha aprendido a lição. Era melhor não ter dado nada porque logo as pessoas iam esquecer que você não contribuiu da mesma forma que agora ninguém lembra que você ajudou.

    Mas eu acho que é melhor deixar quieto e só jogar isso na cara dela se ela vier se gabar perto de você.

    Agora, acho que todo mundo tem um alguém vagabundo assim na família que vive de dar golpe nos outros. Essa Vanessa mesmo bem se vê que vai ser eternamente fracassada e vai ter de sobreviver na base do xerecard enquanto a beleza permitir enganar os manginas.

    A pobreza esta nessas pequenas atitudes: a mulher está com o dinheiro curto, mas tem a idéia genial de ir viajar; faz um planejamento, mas deixa as partes mais importantes, como arrumar o emprego, para executar depois.

    Mas enfim, agora você aprendeu que ela é uma vagabunda golpista e pelo menos tem isso como desculpa para evitar dar dinheiro para o resto da "família". O importante é não cair nessa de novo.

    Abraços!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aprendi a lição, sim. E não preciso mais contribuir pra nenhuma causa que ela venha a levantar no futuro.

      Abraço!

      Excluir
  52. Madruga, eu brigaria pelo cemzão (entendi teu lado, querendo ou não é família da madruguete. Não tem muito o que fazer).

    De qualquer forma, a cara de pau de Vanessinha é muito absurda mano. Achei que no post da "advogada" ela tomaria rumo na vida kkkk

    Pelo visto, essa não tem jeito. Acho que a última esperança dela é achar um cara que seja "sortudo" de casar com ela e comece a bancar.

    Mantenha-nos informado, que história de Vanessinha já virou uma série.

    Forte abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não entendo como alguém consegue pegar dinheiro vindo de financiamento coletivo pra bancar estudos, comprar um celular e agir como se estivesse tudo bem. É muita psicopatia.

      Excluir
  53. eheheh não briga pelo 100 não, considerando o caráter da pessoa no futuro ela vai pedir pra você ou sua namorada mais dinheiro, e você pode usar os 100 nessa ocasião, perguntando o que ela fez com ele, se usou pra comprar celular

    ResponderExcluir
  54. A Vanessa no futuro vai ser a solteirona louca do seu prédio, que você processou por calúnia. Pode ter certeza! heheheh

    Grande abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não nego essa possibilidade. É daí pra pior.

      Abraço!

      Excluir
  55. "Se vocês acharem que vale a pena comprar essa briga, me digam aí que eu posso rever meu posicionamento."

    Madruga, vou responder sua pergunta com um caso semelhante que aconteceu comigo.
    Uma prima minha fez uma vaquinha semelhante para ir à Argentina participar de uma apresentação musical. Ela ganhou apoio da secretaria municipal de cultura e também da escola de música onde ela dá aulas. Ela dizia que iria representar o Bostil também dizia que a apresentação seria muito importante para o seu currículo profissional.

    Como Venessa, ela e família também ficaram fazendo pressão para eu ajudar. Queimei a cara e não ajudei com nem 1 centavo. E quando me cobravam eu dava a letra "olha fulana, minha mãe ficou doente com câncer e a prima NUNCA veio aqui em casa ver ela e agora que precisa lembra da gente" a pessoa já fechava a cara e não falava mais nada.

    Resultado, minha prima ficou 7 dias na Argentina em um bom hotel, visitou vários pontos turísticos, boates e restaurantes. Tudo registrado nas redes sociais. Para fazer uma apresentação de 15 minutos. Foi o maior comentário na família de que ela deu o tombo em todo mundo.

    Respondendo a sua pergunta se vale a pena comprar essa briga. Claro que vale, só ajudo pedinte na sua se temer retaliação em não ajudar. Do contrário não ajudo ninguém, pelo simples fato de que a pessoa vicia em ajuda. Se você tivesse queimado a cara com a Vanessa agora já era, acabava. Agora você está condenado no futuro a dar presente de casamento, as vezes até padrinho, chá de bebe, chá de panela etc. Sem contar vaquinhas para outras aventuras como essa ai.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Anôn! Bizarra a sua história, obrigado por compartilhar.

      Vanessa e sua prima têm muito em comum, elas são o mesmo tipo de pilantra.

      Abraço!

      Excluir
  56. Faça apenas o que é reciproco. Ela lhe daria dinheiro se você estivesse passando pela mesmo situação? Não? Então não de também.

    ResponderExcluir
  57. briga! briga! briga! briga! briga!

    Se ela tivesse escolhido um destino melhor como Austrália ou Irlanda, e tivesse boa vontade, com certeza teria conseguido um emprego e conseguiria se manter por lá, além de aprender algo muito mais útil que espanhol (inglês).

    Mas vindo da "Vanessa", não poderíamos esperar coisa melhor kkkkk

    Aguardo ansiosamente pelos novos capítulos da sua crônica.

    Poderia até escrever um livro mais detalhado com suas crônicas e vender, acho que iria ser um sucesso seu Madruga! Eu compraria!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse lance de escrever livro me interessa. Mas no ritmo que eu escrevo os posts aqui, esse livro só sairia lá pro ano 2050 rs.

      Abraço!

      Excluir
  58. Madruga, o risco para a vida social é grande, caso você exija a grana de volta mas isso renderia mais histórias como essa, e é isso que queremos! Mas, na real mesmo, que filha da puta, a vadia tem a cara de pau de pedir ajuda via "vaquinha" e ainda postar lista com o montante que cada um doou? Essas coisas eu não quero acreditar que existem, mas existem, pq já vi casos semelhantes perto... que mundo fácil essas mulheres têm..

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não posso criar tretas na família da madruguete só pra gerar histórias pra contar no blog, rs. Se o blog desse algum dinheiro, aí quem sabe valeria a pena.

      É uma filhadaputice que beira a psicopatia.

      Abraço!

      Excluir
  59. Nobre Madrugoso.

    Maluco, guarda essa carta na manga. Não vai demorar pra vc precisar usá-la. rsrsrsr.

    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tá guardadinha. Posso até não cobrar o dinheiro de volta, mas jamais vou me esquecer desses 100 contos, rs.

      Abraço!

      Excluir
  60. "Não é falando não", mas eu acho que em breves dias, Vanessa deverá constar como anunciante daqueles sites que oferecem serviços xxx para homens, mulheres e casais!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não acho que ela chegaria nesse nível, mas algo do tipo Sugar Daddy acho que pode rolar sim.

      Abraço!

      Excluir
  61. Kkkk... caguei de rir com o final da história. Estava esperando a hora q vc iria armar o barraco e pedir a grana de volta. Família da mulher é foda, minha namorada costuma mandar grana p mãe dela todo mês pq a velha diz q estava passando necessidade, ontem descobriu q a grana foi parar como entrada em um carro zero q a velha comprou. É de fuder como até mãe dá golpe em filha!


    Sr. IF365

    Blog IF365 | Acompanhe meus últimos 365 dias antes da IF e Aposentadoria Antecipada
    https://srif365.wixsite.com/if365

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que isso cara, que sogra vacilona... entrada em carro zero aí já é demais.

      Excluir
  62. Bananoide = máquina detomarnocu!!! Vida longa as Vanessinhas, que empinem muitos carnes e paguem muiiitos Jurinhos Sagrados.... o que seriamos de sem essas adoradoras do PMJ = Paguem Meus Juros?!?!

    ResponderExcluir
  63. A Vanessa é atraente? Negócio dela é arrumar um marido pra sustentar ela. Aquele nerd que era zuado na escola e hoje é diretor de alguma multinacional.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vai ser algo do tipo mesmo.

      E talvez ela tenha ido pra Europa achando que ia encontrar um gringo. Não deu certo.

      Excluir
  64. Excelente sua postagem, Madruga! Aqui nos EUA conheço inúmeras Vanessas e "Vanessos" em situação muito semelhante, deixando escapar uma chance de estudar no exterior que talvez seja única em suas vidas. E enquanto a brasileirada alimenta instagram, os japoneses mofam a bunda sentados nas bibliotecas..

    Continue postando com frequencia, abraço do DM!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mark Zuckerberg só tem a agradecer aos brasileiros que postam até espirro nas redes sociais, rs.

      Excluir
  65. Considere essa grana um seguro contra futuras investidas da caloteira. E se a cara de pau ainda assim inventar outra vaquinha, anota na lista que você já adiantou os 100 reais na primeira vez.

    ResponderExcluir
  66. Seu Madruga não deixaria barato e pediria de volta!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cem temers é muito pouco pra comprar essa briga...

      Abraço!

      Excluir
  67. Seu Madruga abandonou os betas, não participa mais dos comentários, a "fama" subi a cabeça, que decepção.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cara, lendo os posts antigos do Madruga não acho que ele faça parte do clube dos betas chorões não...
      O cara não tem problemas de auto estima, pegava várias minas, viaja, tem namorada, não fica de mimimi com "bombados" e "loira de cu rosa" etc...

      Excluir
    2. Demoro mas sempre respondo, Anôn.

      Não sei que fama é essa que você está falando.

      Abraço!

      Excluir
  68. Essa é uma daquelas histórias que você lê e não acredita no que tá lendo, tamanha a surrealidade da situação. Mas considerando que estamos no Brasil, acho bem possível a situação narrada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tenho "causos" piores...

      Quem acha Vanessa surreal definitivamente não vai acreditar em outras bizarrices que já vi por aí.

      Abraço!

      Excluir
  69. SEU POST FEZ TANTO SUCESSO QUE FIZERAM UM POST SOBRE ELE NO SITE BOLHA BRASIL!


    http://www.bolhabrasil.org/vanessa-europeia-seu-madruga-real/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu vi. Graças ao seu aviso eu fui lá e comentei. Obrigado, Anôn! :)

      Excluir
  70. E ae Seu Madruga!
    Sempre entrava aqui no seu blog através de outros pra ler suas histórias engraçadas, mas agora te coloquei no meu blogroll pra poder ter acesso a elas em primeira mão uhauahauh
    Abraço!

    ResponderExcluir
  71. Aprendi so agora aos 35 anos....12 de março de 2018 14:11

    Cobra de volta os R$100,00 pois dinheiro não nasce em árvore.

    ResponderExcluir
  72. Madruga!

    Adoro esses seus causos baseados em fatos reais.
    Essa guria aí quando estiver velha vai reclamar que nunca teve uma oportunidade na vida, nunca ninguém me apoiou, só espera pra ver.

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza ela vai pagar de incompreendida e vomitar bastante coitadismo.

      Abraço capitalista!

      Excluir
  73. Encontrei a solução para os problemas da Vanessa!
    Não é lá muito ortodoxa, mas parece que funciona...
    Essa mina aqui ganhou USD 70,000 em uma noite:

    https://www.reddit.com/r/gonewildstories/comments/3nv3hw/vegas_sex_club_my_28f_experience_as_a_sex_slave/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Li o textão. Que histórica louca! Mas a moça saiu com uma bela grana, USD 78k não é pouca coisa não.

      Excluir
    2. kkkkk fiquei foi com vontade de ir ver... Pena que é só por convite.
      Tem histórias de outras minas tb, mas só essa que participou do "main event", as outras foram nos shows de abertura, menos hardcore e que pagam "só" de USD 15k a 20k.

      Excluir
  74. Madruguinha

    Essa foi foda!

    Rapaz, que história bem contada, você escreve muito bem.

    Difícil decidir se cobra os 100 ou não. Se não cobrar, pode correr o risco dela te pedir dinheiro novamente, se cobrar pode correr o risco dela e seus país acharem ruim.

    Você tem muito contato com ela e seus pais? tem de pensar

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Encontro regularmente com ela e o resto da família. É melhor não cobrar.

      Abraço!

      Excluir
  75. Seu Madruga, estou fazendo um especial sobre o Roger da Cidadezinha lá no meu podcast!
    https://www.youtube.com/watch?v=tK8TjDSV6kM&

    Ainda aguardo por aquela entrevista que ficamos de fazer!
    Um abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala, SP! Tudo bem? Vou dar uma olhada no especial! Abraço!

      Excluir
  76. Caralho, essa é a melhor história da internet. Você escreve muito bem.

    Aposto que o próximo post vai ser "Vanessa, a concurseira".

    Não pre, por favor.

    ResponderExcluir
  77. Ou então ela vai arrumar um homi pra banca-la. Ela é bonita/gostosa?

    Sobre cobrar ou não os 100 reais, eu cobraria.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que é bem capaz que ela arranje um provedor sim.

      Abraço!

      Excluir
  78. Seu Madruga, e as postagens sobre negócios?? Como anda a empresa, novos aportes e vida em geral em meio a "crise"?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Faz tempo que não falo sobre essas coisas mesmo, e são assuntos interessantes. Veremos...

      Abraço!

      Excluir
  79. Olá Seu madruga. Eu estou desempregada no momento e procurando maneiras de trabalho autônomo para ganhar dinheiro do tipo trabalho em casa ou pela internet. Não se se já conhece, mas encontrei um site chamado méliuz que garante cash back em compras de vários sites. A porcentagem varia de site para site, há também cupons de desconto. O site está dando 5 reais para cada indicação, o indicado também já garante 5 reais. E se indicar 10 amigos que usem o aplicativo gastando um minimo lá por 1 ano, você ganha 1 mil reais. To tentando, mas os conhecidos só falam que vão cadastrar e não cadastram. Pra mim que só compro online é bem vantajoso. Se tiver interesse em cadastrar segue o link https://www.meliuz.com.br/i/ref_81125b80?ref_source=2 �� Bônus de R$ 5,00 ).

    ResponderExcluir
  80. KKAKAKAKKA

    MAdruga eu morri de rir com esse post. Vc escreve muito engraçado!

    Pra que serve um mestrado mesmo? Isso mesmo. NADA!
    Mestrado ou MBA no exterior? Só pra fazer social, turismo e tomar cachaça.

    Vanessa poderia ter arrumado um namorado gringo e ter dado um golpe da barriga pra garantir um green card espanhol, mas nem pra isso teve capacidade. Vanessa é feia?

    Brasileira bonita e solteira na Europa tem que aproveitar o melhor cartão de crédito que a vida lhe deu pra garantir uma cidadania e um casamento por ali. Voltou lisa, sem green card e sem mestrado.

    É muito burra.

    ResponderExcluir
  81. Seria muito melhor se Vanessa tivesse pago um curso de ingles no interior do Arkansas com duração de dois anos.

    Lingua espanhola eh lixo. Espanha tá quebrada. Até os espanhois estao indo pra UK, França e Alemanha pra trabalhar.

    Troféu jumento pra Vanessa.

    ResponderExcluir
  82. História interessante, nos leva a pensar. Tem muita gente assim por aí. haha!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...