quarta-feira, 2 de março de 2016

Desempenho fevereiro/2016

Esse é o segundo mês em que utilizo a planilha do AdP, então peço novamente aos colegas que me corrijam caso detectem algum erro. 






Fevereiro foi um mês horroroso, minha mãe fez uma cirurgia em que retirou a vesícula e parte do fígado, e eu tive que lidar com essa situação de longe pois ela mora onde judas perdeu as botas.

Felizmente o plano de saúde dela cobriu o grosso das despesas (a cirurgia seguida de 7 dias no hospital sob observação), mas muita coisa sobrou para mim também.

Por exemplo: gastei mais de R$ 300 em remédios, e provisionei quase R$ 900 para pagar a cuidadora que ficou com ela no hospital por 7 dias e ficará com ela em casa durante o mês de março.

Estou me preparando para gastar ainda mais dinheiro, pois o INSS vai enrolar já está enrolando para marcar a perícia/liberar o auxílio-doença, e nesse meio-tempo terei que arcar com todas as despesas ordinárias da minha mãe (luz, condomínio, comida etc), pois o auxílio virá retroativamente sabe-se lá quando.

Como ela ficará alguns meses afastada do trabalho, também não descarto a possibilidade de gastar com passagem aérea para trazê-la para minha casa. Enfim, a situação é mais ou menos essa:


Se não fosse por esses acontecimentos eu possivelmente estaria celebrando os R$ 80k neste post de hoje, mas tudo bem, estou satisfeito com o resultado da cirurgia, com o andamento da recuperação e por ter a certeza de que é melhor ter recursos para poder ajudar do que não ter.

Já que estou falando de mãe, vou compartilhar com vocês outro "causo" que se iniciou em 2016, esse sim vem me deixando bastante puto:

No longínquo ano de 1965, ou seja, há aproximadamente 50 anos atrás, a mãe do meu pai (vulgo minha avó) juntou as coisas dela e foi embora para nunca mais voltar, deixando três filhos para trás - meu pai com 7 anos e as duas irmãs mais novas dele.

A partir de então nunca mais se soube do paradeiro dela, a minha avó simplesmente evaporou, e desde criança o que escuto é que ela provavelmente já morreu há muito tempo.

Eis que em 2016, após meio século do mais absoluto sumiço, meu pai recebe uma "notificação extrajudicial" escrita por um advogado de um buraco no centro-oeste do país. 

Na carta, o advogado fala em nome da minha avó e diz que ela é idosa e está passando dificuldades, e que meu pai tem o dever legal de prestar auxílio financeiro. 

No fim da carta o advogado pede que meu pai entre em contato para definir a contratação de um plano de saúde para ela, o aluguel de um apartamento, a contratação de enfermeiras para acompanhá-la 24 horas por dia, um auxílio financeiro mensal para compra de alimentos e remédios e outras coisas que não lembro mais, como se meu pai fosse um Sheik árabe com cacife para bancar esse monte de coisa. 

Não sei nem o que dizer
Meu pai ignorou a carta e, nesta semana, o advogado entrou em contato por telefone para dizer que registrou um boletim de ocorrência acusando-o de abandono de idoso, e que vai entrar com uma ação de alimentos para compelir judicialmente o meu pai a bancar a véia.

Vejam o nível da ironia: a mulher abandona o filho e em 50 anos não faz o menor esforço para saber se ele está vivo ou morto, e agora ressurge das cinzas exigindo um monte de coisas e acusando o filho de abandono.

Agora é torcer para a ação de alimentos não cair nas mãos de algum juiz esquerdista ou de coração mole. Caso isso ocorra, meu pai corre sério risco de ter parte relevante do salário dele revertida para bancar uma mulher que teve o sangue-frio de abandoná-lo quando criança e só reaparecer 50 anos depois para pedir dinheiro. 

Mudando bruscamente de assunto, vou falar bem por alto sobre como está aplicado minha bufunfa: R$ 23.700,00 num CDB que está rendendo aproximadamente 1% a.m. líquido, R$ 15.000,00 em LFT 2021, R$ 14.000,00 em NTN-B Principal 2019, R$ 3.890,00 em LTN 2018 (se arrependimento matasse...), R$ 14.500,00 distribuídos quase que igualmente entre BBPO11, RNGO11, AGCX11 e KNRI11, R$ 6.800 na caderneta de poupança e R$ 400 jogados na conta da corretora. 

Prometo que discriminarei o patrimônio com mais boa vontade no próximo post, inclusive com a rentabilidade dos FIIs (cujo valor das cotas está derretendo), mas por hoje é só. 

Aquele abraço!

57 comentários:

  1. "É melhor ter recursos para poder ajudar do que não ter." Pura verdade, concordo com você tenho certeza que é um gasto sem arrependimento.
    Agora sobre a questão da sua avó... Só em um país como o Brasil essas coisas acontecerem e a justiça da razão ao à sua avó.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é anon, nunca se sabe o que pode sair da cabeça de um juiz. Vamos ver no que vai dar. Abraço!

      Excluir
  2. Rapaiz do céu, que situação essa da sua avó heim?

    Será que existe alguma chance disso ser um golpe?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Japa, já confirmamos por meios idôneos que se trata da minha avó mesmo, agora se tem alguém por lá induzindo-a a passar procuração para advogado, a entrar com ação contra meu pai etc, aí já não sei dizer.

      É bem possível que ela tenha parentes por lá que descobriram que ela tem um filho "bem de vida" (meu pai), que diga-se de passagem tá longe de poder ser considerado bem de vida, e agora estão querendo tirar proveito disso.

      Excluir
  3. Que avó filha de uma puta hein. Acredito que seu pai vai levar a melhor levando testemunhas (parentes, etc) e demonstrar ao juiz o tanto que esse ser é vigarista (me desculpe mesmo sendo do seu sangue)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Victor, também acho que isso é coisa de vigarista, e também acho que meu pai tem excelentes argumentos para não ser obrigado judicialmente a pagar pensão, mas mesmo assim, a resposta do judiciário me parece imprevisível, como eu disse antes basta o processo cair na mão de um juiz de coração mole para a coisa complicar pro lado do meu pai.

      Abraço!

      Excluir
  4. Madruga o caso da sua avó me fez lembrar os casos de paternidade sócio afetiva, em que após terminar o caso, muitas vezes namoro, a mulher que obrigar o cara a sustentar o filho que é só dela, vc já ouviu falar? o que acha?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Já ouvi falar sim, anon.

      É uma situação complicada, cada caso é um caso e deve ser analisado individualmente de acordo com suas especificidades.

      Por exemplo, se você entra em união estável ou casamento com uma mulher que já tem filho, passa anos sendo a figura paterna da criança, está assumindo o risco de pagar pensão caso o relacionamento vá pro brejo.

      O que não pode é a pessoa passar anos pagando de papaizão legal e, ao fim do relacionamento, tentar sair pela tangente dizendo "pensão, eu? não sou pai dessa criança!".

      No geral, o ideal é não assumir esse risco, ou seja, não assumir compromisso com pessoas que já têm filhos.

      Excluir
  5. A melhor atitude que seu pai poderia ter no momento é ignorar o advogado e enfrentar a situação, ou seja, ir ter pessoalmente com a mãe dele. Fingir que nada aconteceu é adiar o inevitável.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala Troll, tudo bem? Também acho que vale a pena viajar para lá e dar uma sondada, inclusive para averiguar as reais condições em que ela se encontra, pois pode ser que ela não esteja passando essa necessidade toda que o advogado diz que passa...

      Vamos ver, não tem nada resolvido ainda.

      Excluir
    2. Não seria melhor se seu pai fizesse isso mas sondando sem aparecer pra véia?
      Pra não dar margem pra ela alegar "Alá, veio até visitar a mãe mimimi"

      Excluir
  6. sobre a avó, é melhor verificar pessoalmente o estado dela e ver se ela possui alguma fonte de renda, ainda que seja algum tipo de benefício assistencial, tipo LOAS.

    Abç

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo contigo! O que já descobrimos é que ela recebe aposentadoria do INSS, mas não sei quanto. O que gostaria de descobrir é se tem alguém bancando ela por lá, se ela tem parentes que já estão prestando auxílio.

      Abraço!

      Excluir
  7. Madruga, toma cuidado para não se tratar de um golpe. Existe muitos safados que exploram os mais velhos (seu pai) para ganhar na base do 171 uma grana.

    LTN 2019, corri da 2018 .... Só me trazia tristeza.
    Taxas boas só a longo longo prazo no pré...


    No mais, boa sorte ae. Fevereiro acabou !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala, Rato! Não só fevereiro acabou como eu tô com o sentimento de que a vida como um todo tá passando na velocidade da luz. Tenso!

      Excluir
  8. Mês ruim, ainda bem que foi curto. Melhoras pra sua mãe.
    Suas tias são vivas? Por que o advogado que extorquir seu pai?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estão vivas sim, mas elas são absolutamente fodidas financeiramente - uma vive de favores e a outra ganha R$ 1.000/mês, acho que o advogado descobriu de alguma maneira que meu pai é o único que teria condições de pagar uma pensão decente.

      Excluir
  9. Imprevistos com saúde acontecem, eu que o diga, pelo menos vc tem como ajudar.
    E lembre que nada paga o valor de uma mãe.

    ResponderExcluir
  10. Fala pro seu pai abrir o olho ai e investigar se é essa mesma a real situação sobre a sua avó. Se for verdade ai vai da consciência dele, é uma situação muito delicada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É... a princípio ele não quer qualquer forma de contato, muito menos gastar dinheiro com ela. Concordo com ele, sumiu a vida toda, só reapareceu aos 45 do segundo tempo para pedir dinheiro... é foda.

      Abç mestre!

      Excluir
  11. Sinistro esse lance do advogado. Depois compartilhe o desfecho desse caso conosco. Não é possível que esse advogado consiga lograr exito com um absurdo desses.
    Parabéns pela disciplina com os investimentos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Surfista! Quando tiver novidade eu compartilho sim, mas as coisas andam a passos lentos. Por exemplo, a ligação do advogado foi no começo de fevereiro, e desde então nada aconteceu (ou ele já entrou com processo e nós não estamos sabendo).

      Excluir
  12. Olá SM!

    Sobre ajudar a sua mãe, tenha certeza que você receberá o dobro por fazer isto! Não fique triste, melhor investimento não há (família).

    Sobre a história do seu pai, parece enredo de filme, nunca vi isto ... Eu sugeriria a ele uma consulta a um advogado, para melhor entender o caso.

    Se ele vai ajudar ou não, é algo muito difícil, que caberá a ele decidir.

    Aproveitando, gostaria de perguntar algo:

    No seu blog tem propagandas, você habilitou o adsense, correto?

    O meu blog demorou, mas apareceu esta opção e habilitei anúncios, mas, nada ocorreu desde então, e não vejo nenhuma propaganda.

    O que você fez para aparecer as propagandas?

    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acabei de entrar no seu blog e não apareceu nenhum adsense, pelo visto você ainda não conseguiu resolver o problema.

      Eu não lembro bem como fiz... cadastrei no adsense, se não me engano foi gerado um código que tive que colar no código do blog, e depois disso no mesmo dia o adsense começou a funcionar.

      O que me lembro é que, quando fiz isso, contei com o auxílio de um tutorial que achei no YouTube, era um cara ensinando passo a passo como colocar adsense no Blogger, talvez isso possa te ajudar também.

      Espero que consiga resolver o problema!

      PS: não se anime muito, tem que ter um tráfego monstro para ganhar dinheiro com adsense, eu mesmo não consegui tirar um centavo até hoje, meu saldo atual está em US$4,44 e não consigo receber esse dinheiro pois (se não me engano) o mínimo para conseguir receber é US$100,00.

      Abraço!

      Excluir
    2. Valeu SM, muito obrigado! Eu quero implementar para fazer meus testes digitais, deveria estar funcionando, mas nada até agora ... Vou buscar tutoriais, ótima dica. Abraço

      Excluir
  13. Que situação essa do seu pai.
    Faria o seguinte:
    1) ignoraria o advogado (já fizeram isso. Ponto para vocês);
    2) Tentaria confirmar se esta mulher que se diz sua avó é realmente a sua avó (como alguns disseram, pode ser um golpe);
    3) Se realmente for sua avó, aconselharia seu pai a abrir uma conta corrente em nome da sua mãe ou outra pessoa em que confie muito (um dos filhos, talvez) e transferiria todos os valores para esta nova conta, evitando uma penhora online. Outra opção é abrir uma empresa e passar os valores para uma conta em nome dela. Não impede a penhora, mas dificulta um pouco mais;
    4) verificaria a possibilidade de seu pai receber através dessa nova conta (se ele for um empregado, possivelmente isso não será possível;
    5) se algum juiz fixar alimentos contra ele e não for através de desconto em folha, pague um mês e fique dois sem pagar. Pague mais um e novamente dê calote em mais dois (isso evita que ele seja preso por não pagar alimentos);
    6) passe os bens para os filhos o quanto antes (se demorar muito, o negócio poderá ser desfeito por fraude contra credores ou fraude à execução);
    7) se o advogado insistir muito, passe dados incorretos para ele (endereço, local de trabalho, etc). Se ele usar estes dados na ação judicial, o processo pode demorar um pouco mais (citação frustrada, insucesso no desconto em folha, etc). Estamos falando de uma pessoa idosa e de uma obrigação que se extinguirá com a morte. O tempo é seu aliado;
    8) se ele quiser ser sacana: convença a velha que se ela vier para sua cidade ele prestará toda a assistência necessária.
    Ao chegar aqui, interne a velha em um asilo qualquer ou, pior ainda, abandone-a em um lugar bem longe.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. 1) Feito!
      2) Confirmado... é ela sim.
      3) É isso que me chateia um pouco, um cara que nunca deveu nada para ninguém de repente tem que começar a esconder patrimônio? Mas se for necessário isso será feito sim.
      4) Ele é empregado.
      5) Gostei dessa estratégia. Mas provavelmente será desconto em folha, ele trabalha numa grande empresa.
      6) É uma boa... mas na real, acho que o único patrimônio relevante dele é o apartamento onde ele mora, que se não me engano é bem de família, portanto impenhorável. Tem um carro também, mas isso é tranquilo de passar para o meu nome ou coisa do tipo.
      7) Bom, não temos a obrigação de passar dado algum pra esse advogado, né? Acho que é preferível ignorá-lo do que passar dado incorreto... pra depois ele não dizer no processo que meu pai intencionalmente tentou se esquivar. E concordo contigo, cada mês que passar sem meu pai precisar pagar pensão é lucro pra ele.
      8) é uma boa... mas vamos lutar pelo direito de não precisar pagar pensão/cuidar dela primeiro.

      Obrigado pelas dicas, anon, vou pesquisar sobre muito do que você escreveu.

      Abraço!

      Excluir
  14. “A educação abrange não somente a escolaridade, mas também a convivência familiar, o afeto, amor, carinho, ir ao parque, jogar futebol, brincar, passear, visitar, estabelecer paradigmas, criar condições para que a criança se auto-afirme. Desnecessário discorrer acerca da importância da presença do pai no desenvolvimento da criança. A ausência, o descaso e a rejeição do pai em relação ao filho recém-nascido ou em desenvolvimento violam a sua honra e a sua imagem. Basta atentar para os jovens drogados e ver-se-á que grande parte deles derivam de pais que não lhe dedicam amor e carinho; assim também em relação aos criminosos. De outra parte se a inclusão no SPC dá margem à indenização por danos morais pois viola a honra e a imagem, quanto mais a rejeição do pai.”

    (Processo n.º 141/1030012032-0, da Comarca de Capão da Canoa / Rio Grande do Sul)


    Caso processem seu pai, basta um pedido de reconvenção, isto é, embora ela peça indenização, quem tem direito é seu pai e não ela, ante ao evidente desamparo efetivo e economico (suponho que seu pai tenha sido deixado sem condições para subsistência mínima).

    Anote o telefone do advogado e sublinhe na conta de telefone, bem como a notificação extrajudicial, pois caso ele realmente entre com um processo a chance de ele perder são grandes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pesquisando no google achei uns julgamentos de casos parecidos com o do meu pai, em que o Tribunal diz que um idoso que abandonou os filhos não pode exigir pensão alimentícia. Espero que o caso do meu pai pare nas mãos de um juiz com esse grau de sensatez.

      Excluir
    2. Olha esse link aqui mano. Não existiu vinculo familiar entre essa p. e seu pai. Não é assim não acho que nesse caso seu pai deveria pegar um advogado pika com experiencia nesse tipo de caso e botar pra ferra com ela tbm.


      Um pai que abandonou sua filha, após 50 anos do abandono, resolve pedir pensão alimentícia a ela. Por desconhecer o paradeiro da filha, a mesma acabou sendo citada por edital. O processo acabou e, sem saber a filha foi condenada a pagar pensão ao pai. Como desconhecia a existência do processo, a fase de execução também correu à revelia da filha, que, por não pagar o valor determinado, teve uma ordem de prisão decretada.

      Este absurdo ocorreu de fato, e chegou a ser noticiado no site do STJ. Leia a notícia aqui.

      A Constituição Federal, consagrando o Princípio da Dignidade da Pessoa Humana, nos ensina que é princípio norteador das relações familiares, esta representando o núcleo de toda a sociedade. De fato, em respeito ao princípio em comento que os pais têm responsabilidade afetiva e material pelos filhos, assim como estes, na velhice dos pais, têm a mesma responsabilidade. Ainda, determina o art. 230, da Constituição Federal que, a família, a sociedade e o Estado têm o dever de amparar as pessoas idosas.

      O corre que no caso em questão, embora haja o vínculo biológico, não há vinculação familiar, não há e quiçá nunca houve entidade familiar entre pai e filha, razão pela qual não há a obrigação da filha com os alimentos. É o mesmo que ocorre quando há a adoção, desvinculando a relação familiar entre pai e filho biológico.

      Assim, caberá à filha punho firme em sua defesa e a adoção de um sem número de medidas para preservar seu direito, como medidas cautelares, arresto de bens e, até mesmo, eventual ação por danos morais, não apenas pela propositura da ação de alimentos, mas também pelo abandono afetivo ocorrido no passado.

      http://danilomontemurro.com.br/pai-abandona-filha-e-apos-50-anos-pede-pensao-alimenticia-a-filha/

      Excluir
    3. Pô Anon, bom saber que um caso parecido com o do meu pai já chegou no STJ. Vou pesquisar no site do STJ para ver se encontro algo sobre o assunto. Obrigado!

      Excluir
  15. Isso deve ser golpe... como iam achar o endereço e telefone do seu pai???

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem procura acha, anon. Aposto que se uma velhinha frágil aparece em qualquer repartição pública com o papo de que está procurando o filho, o servidor passa pelo menos o telefone.

      Excluir
  16. Nossa que situação inusitada. No lugar do seu pai eu ajudaria mas com essa atitude do advogado de colocar a faca no pescoço exigindo é que da nojo.
    Sabedoria pra sua família pra encarar esse caso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que ele descartou qualquer possibilidade de ajudar pois acha (aliás tem certeza) que se ele der a mão vão querer arrancar o braço dele fora.

      Excluir
  17. Melhoras para sua mãe e muita sabedoria para lidar com a situação da vó.

    ResponderExcluir
  18. Parabéns cara, as pessoas que nos ajudaram no passado devem estar sempre em primeiro lugar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado! Ela abriu mão de muita coisa para me criar, só me resta retribuir.

      Excluir
  19. Fazer um exame de DNA pra enrolar também pra enrolar.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Será que é caro? Dependendo do processo pode ser uma boa.

      Excluir
  20. Caramba, me deixa revoltado saber que ela fez isso e ainda tem a possibilidade ganhar essa ação na justiça. É muita cara de pau dela e muita sacanagem do juiz se votar em favor.


    Tem interesse em trocar blogs relacionados com o meu?
    www.viralatainvestidor.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala Vira Lata, tudo bem? Vou dar uma olhada no seu blog, ainda não conhecia. Abraço!

      Excluir
  21. Fala Madruga
    Mês que vem certeza dos 80 mil, esse dinheiro gasto com sua mãe é um dinheiro que vale a pena e mostra seu bom caráter.
    P.s. : como anda a questão do Adsense?
    P.s 2: por falar em processo,vc como empresário já foi injustiçado na justiça trabalhista? Como foi?

    Ass. Conde de Monte Cristo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala Conde! O adsense não está rendendo nada, até hoje só consegui acumular pouco mais de 4 dólares. Muito provavelmente nunca terei o tráfego necessário para ganhar grana com adsense, mas já estou conformado com isso rs.

      Sobre justiça do trabalho, felizmente nunca tivemos problema. Sempre tivemos poucos funcionários, então questões trabalhistas nunca foram algo recorrente na nossa empresa. Outro detalhe é que sempre demitidos sem justa causa, mesmo aqueles funcionários que tínhamos motivos para dar justa causa, dessa forma tiramos a pessoa da nossa frente e minimizamos o risco de sermos surpreendidos com uma reclamação trabalhista.

      Abraço!

      Excluir
  22. Nossa!! Que história essa da sua avó, Madruga!!

    Pior que sempre aparece uns advogados "solidários" nesses casos. Já deve ter colocado pra véia (com todo respeito rs) assinar uma pilha de documentos. Se seu pai fosse muito rico e descobrisse, era capaz dele já ter até colocado ela na própria casa pra cobrar depois hehe

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tenso né... Acho que a maioria dos advogados tem essa visão de que tudo se resolve na justiça, sem nem tentar um método extrajudicial para solucionar o conflito. Paciência...

      Abraço FR!

      Excluir
  23. Se ele optar pela justiça melhor, pois depois de batido o martelo final já era. Não existe processo ganho, mesmo muitos ameaçando.

    Se vc tem os dados dela, pesquise junto com o do seu pai se no TJ do estado se realmente existe algum processo, faça diariamente.

    Em primeiro lugar o oficial terá que citar seu pai, em outro estado é bem difícil, mas a depender será por edital.

    Assim que acontecer vcs reunem toda papelada histórica e anexa ao processo, para evitarem a antecipação de tutela.

    Fora isso, fique tranquilo. Já vi vários "arrotos" de advogados que não deram em nada.

    Obs.:Se vc tiver algum conhecido na previdência social ele consegue o número do benefício consequentemente o valor da aposentadoria para anexar ao processo.

    Com respeito ao automóvel, não coloque nada em seu nome e peça para seu pai colocar no nome de alguém de confiança que nunca irá tirar CNH.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelas dicas, Viver de Aluguel. Concordo contigo, as vezes é melhor que a justiça resolva logo do que ficar com essa situação pendente por anos a fio.

      Excluir
  24. Fala seu madruga parabéns pelo crescimento no portfólio.

    ResponderExcluir
  25. Olá Madruga,
    Inclui sei blog na minha blogrool, se puder fazer o mesmo ficarei agradecido.

    www.nzofinancas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  26. [link=http://www.valoresreais.com/wp-content/uploads/2016/03/Tesouro-Direto-Rentabilidade.jpg]Olha a retabilidade do Tesouro mês passado[link\]

    ResponderExcluir
  27. [link=http://www.valoresreais.com/wp-content/uploads/2016/03/Tesouro-Direto-Rentabilidade.jpg] Olha a retabilidade do Tesouro mês de fevereiro [link\]

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...