sábado, 20 de fevereiro de 2016

Gasolina com os dias contados?

Nos primórdios da história automobilística haviam carros elétricos, a vapor e de combustão interna. 

Um carro elétrico em 1884
Eram todos uma merda, cada um com suas respectivas limitações, até que Henry Ford revolucionou a coisa toda criando carros com preço acessível e "user friendly", suprindo algumas necessidades que os consumidores finais nem sabiam que tinham.

Ford Model T
Foi por conta do Ford que os carros começaram a ser produzidos em escala industrial, e o motor que passou a prevalecer desde então é o de combustão interna.

O carro elétrico só foi ressuscitar muito tempo depois, mais especificamente na década de 1990, quando o governo da Califórnia decretou que certa porcentagem dos carros produzidos ali deveriam ter emissão zero de carbono.

Ao mesmo tempo que fazia um lobby violento para o decreto cair, a GM resolveu cumpri-lo lançando o EV1, o primeiro carro elétrico produzido em massa na história (pouco mais de mil unidades).

Feio pra cacete, porém silencioso e rápido, a versão mais moderna do EV1 tinha bateria com autonomia para 257km.
A GM não vendia EV1, fazia leasing sem opção de compra.

Assim que o decreto californiano caiu por pressão das montadoras, a GM recolheu todos os EV1 que estavam em circulação e mandou triturá-los, para desgosto dos usuários do veículo em questão.

Com o fim do decreto, as montadoras puderam respirar aliviadas novamente, pois poderiam continuar focando no que sabiam fazer de melhor: o bom e velho carro movido a combustível fóssil.

"Ufa!", pensaram as montadoras
Mas por quais motivos o carro elétrico é indesejado pelas montadoras?

A resposta é simples: o mercado de carros é majoritariamente à combustão e elas dominam esse mercado, então não há razão para arriscar uma mudança. Em outras palavras, "em time que está ganhando não se mexe".

Mudança envolve gastos com pesquisa, envolve a entrada de novos players no mercado, envolve uma possível nova divisão do mercado, envolve um esforço e um risco que para as montadoras simplesmente não compensa, pois elas já detêm todo o know-how para fazer fortuna com as coisas do jeito em que estão.

Felizmente para a camada de ozônio, uma pessoa chegou para destruir a centenária indústria automobilística baseada em motor de combustão interna, e ao que tudo indica ele tem as credenciais necessárias para tal façanha.

Elon Musk
Caso você ainda não conheça o futuro homem mais rico do planeta, permita-me apresentá-lo:

Elon Musk nasceu na África do Sul, apanhava na escola por ser nerdão, lia muito livro de ficção científica, jogava e programava jogos.

Vendo que seu país de origem estava longe de ser um bom lugar para empreender, aproveitou a cidadania canadense da mãe para imigrar para o Canadá, mas já ambicionando uma posterior imigração para os EUA.

Depois de passar por vários subempregos no Canadá e entrar numa universidade de lá, conseguiu transferência para a Universidade da Pensilvânia/EUA, finalmente conseguindo acesso ao país que ele tanto queria ir.

Nos EUA, ganhou alguns milhares de dólares fundando empresas de tecnologia que nunca ouvimos falar (Zip2 e X.com). Com a grana que fez nessas empresas, tornou-se cofundador do PayPal, e se tornou multimilionário quando o PayPal foi vendido para o ebay.
O PayPal você conhece
Em vez de se conformar em ter centenas de milhões de dólares no bolso, nosso amigo sul-africano não parou quieto.

Ele criou a SpaceX, empresa de transporte espacial, e a Tesla, empresa de carros elétricos.

Ambas as empresas foram alvo de chacota por anos,  SpaceX por ser voltada ao transporte espacial e não conseguir mandar nada pro espaço, e a Tesla por ser montadora de carro elétrico que simplesmente não conseguia montar um carro elétrico.

A crise de credibilidade foi tão grande que, em certo momento, só o Elon Musk investia nas duas empresas, consumindo seu patrimônio pessoal e se colocando num risco real e palpável de passar de multimilionário para devedor em absoluto estado de insolvência.

SpaceX e Tesla trouxeram anos de puro desgosto
Felizmente deu tudo certo no final (para mais detalhes vá ler a biografia dele), e hoje a SpaceX é uma das empresas de transporte espacial mais respeitadas do mundo. Só para vocês terem uma ideia, ela consegue levar carga pro espaço, inclusive acoplar na ISS se necessário, por 1/3 do preço cobrado pela concorrência.

Mais do que isso, a SpaceX é uma das poucas empresas que detém a tecnologia necessária para lançar um foguete e trazê-lo de volta fazendo-o pousar da mesma forma e no mesmo lugar que decolou. Pelas barbas do profeta, vejam esse vídeo e me digam se isso não é impressionante:


Em janeiro/2016, uma aterrissagem dessas não deu certo pois uma das quatro pernas congelou e não abriu:


Mas enfim, o post é sobre carros elétricos, então vamos deixar a SpaceX de lado para falar sobre a Tesla.

Depois de passar anos prometendo muito e entregando nada, a Tesla finalmente desencantou e se tornou uma das montadoras mais relevantes no mercado de carros de luxo dos EUA.

O carro chefe da empresa é o Tesla Model S, esse aqui:

Tesla Model S
Tesla Model S - interior do veículo
A bateria da versão mais barata do Model S aguenta 390km, e a da versão mais cara aguenta 426km. Para carregar o carro de 0 a 100% demora aproximadamente 20 minutos. 

Não existe nada, absolutamente nada, que torne esse carro inferior aos demais existentes no mercado, muito pelo contrário, ele é o mais bem avaliado de sua categoria (luxury large cars) e também o campeão de vendas no ano de 2015:


O plano do Elon Musk, no entanto, não é ser fabricante de carro de luxo, e sim extinguir a indústria automobilística baseada em motor de combustão interna.

Isso exige carros elétricos a preços mais acessíveis, e o Model S está longe de poder ser considerado acessível, vez que tem um preço superior a US$ 100 mil.

Visando popularizar os carros elétricos, a Tesla fará em 31/03/2016 o anúncio ofícial do Model 3, com um preço de entrada de US$ 35.000,00.

Model 3, a ser lançado oficialmente em 31/03/2016
Se nunca mais gastar dinheiro com gasolina e troca de óleo não lhe parece bom o suficiente, a Tesla lhe oferece mais um atrativo: não gastar um centavo com energia elétrica.

Isso mesmo, meus confrades, cada um dos pontos vermelhos abaixo são postos de abastecimento da Tesla onde você pode carregar seu carro de graça (de graça mesmo, tudo que você tem que fazer é ter um Tesla):

Clique para ampliar. O objetivo de longo prazo é que todos esses postos sejam abastecidos por energia solar. Não por uma coincidência do destino, o Elon Musk também tem uma empresa cujo objetivo é vender/alugar painéis solares a preço popular.
Repare num detalhe sórdido: graças à rede de postos de abastecimentos acima, é possível dirigir pelos EUA da costa leste a oeste de graça, sem gastar um centavo de combustível. E não, não se trata de uma promoção, os postos são permanentes, e a utilização gratuita dos mesmos também é.

Um dos pontinhos vermelhos do mapa acima. Gasolina é o caralho, o futuro é carregar o carro igual se carrega um smartphone.
Ainda focado na popularização dos carros elétricos, em 2014 a Tesla liberou suas patentes, convidando quem quer que seja a copiar sua tecnologia para concorrer com ela.

Pode parecer uma decisão negocial meio doida, mas na verdade faz sentido: se a Tesla mantiver só pra ela todo o know-how de produção de carros elétricos de excelência, a indústria automobilística seguirá sendo majoritariamente baseada em combustível fóssil, e carros elétricos serão sempre apenas um "nicho".

Reparem que tudo isso que escrevi, apesar de ser muito atraente, até agora só é uma realidade para norte-americanos com disponibilidade para pagar mais de USD 100k num carro.

Model X com a falcon wing door. Para ver a maravilha que é essa porta, clique aqui
No entanto, a Tesla está claramente capinando o terreno para um mundo de carros elétricos, uma realidade que estará mais próxima (do norte-américano, pelo menos) com o lançamento do já mencionado Model 3 ao preço de US$ 35 mil.

Obra faraônica: a Tesla está construindo uma fábrica gigante de baterias no Texas, para aumentar sua produção de carros
Quem acompanha o blog sabe que não tenho carro e não pretendo ter tão cedo. Aliás, esse é um assunto que sempre me deixa entediado nas rodas de conversa.

Mesmo assim, desde que comecei a pesquisar sobre esse assunto, tenho pensado bastante em carros elétricos.

Acredito que o Elon Musk está discretamente arquitetando uma revolução no setor automobilístico, com um produto que ao menos nos EUA será tão atrativo, mas tão atrativo, que não fará sentido algum alguém desejar um carro movido a combustível fóssil, a não ser que a pessoa seja o tipo de saudosista que prefere uma máquina de escrever em vez de um notebook.

Em termos de tecnologia, chegaremos em breve num ponto em que não há nada que justifique uma indústria automobilística baseada em combustível fóssil.

No livre mercado acredito que o carro elétrico naturalmente mataria o antiquado carro de motor de combustão interna, mas o fato é que o centro dessa transição é os EUA, país cujo governo mantém uma relação promíscua com petrolíferas e montadoras de veículos, então as coisas não serão tão simples assim.

Aos interessados em conhecer melhor o Elon Musk, SpaceX e Tesla, a biografia ao qual me referi no meio deste post é essa:


Aquele abraço!

42 comentários:

  1. Fala seu madruga tudo bem.
    Telas se revela futuro da indústria automobilística, Literalmente matou boa parte da indústria de commodities , não só ele como produtores de xisto americano que foderam com cartel da Opep.
    Obrigando cartel da opep baixar preço do petroleo para se manter competitivo, obviamente países fodidos como Venezuela & Brasil ficando para trás novamente.
    Ação da tesla motors na nasdaq só tem valorizado ano após ano!
    O mercado da tesla vem crescendo fortemente.
    Grandes montadoras anunciaram recentemente a morte do carro por combustão.
    Toyota maior montadora do mundo em recente nota informou que ira substituir sua frota gradualmente até ano de 2050, 100% de sua frota será elétrica!
    Resumo: Próprias montadoras já anunciaram a morte do carro por combustão, estaremos nos próximo anos em um processo de transição.
    Carro a combustão se revela velharia coisa do passado!
    Terrorista árabes pirando na batatinha , EUA revolucionando, Brasil ficando para trás.
    Quem vive do petróleo sempre ira inventar mil desculpas para desfazer dos carros elétricos, porem não adianta chorar " Quando a maior montadora do mundo decide que até 2050 sua frota será 100% elétrica podemos concluir que a morte chegou para esta indústria baseada em carros de combustão.
    Como se não basta-se teremos google e Apple desenvolvendo carros 100% autônomos elétricos.
    Tríade de ouro: Apple , google não resta dúvida nunca mais teremos ciclos de commodities como antigamente.





    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala Mestre! A tecnologia já existe... tomara que essa transição ocorra o mais rápido possível.

      Não sabia desse plano da Toyota... essa é uma notícia realmente boa considerando que Toyota é um nome de peso.

      Abraço!

      Excluir
  2. Fantástico! Pena que no atual cenário nada indica que no médio prazo iremos desfrutar disso no Brasil.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É... Brasil do jeito que curte andar na contramão de tudo, daqui a pouco anuncia alguma tributação bisonha sobre baterias de íon lítio para encarecer carros elétricos por aqui.

      Excluir
  3. Assista ao documentário "quem matou o carro elétrico" sensacional. Gastos com manutenção e eterna dependência dos fornecedores de peças de consumo foram um dos principais fatores.

    Gosto muito, mas muito mesmo de carros, mas hoje não sei se gastos muitos k para comprar w manter um diferente do que tenho a qual é fora de linha, todavia me leva de a para b com conforto e custo baixo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu ia falar isso, assista o "quem matou o carro elétrico". O problema envolve tantos players que fica impossível mudar...

      Eu gostaria muito de ter um híbrido ou um carro a diesel de última geração.

      Excluir
    2. Fala VDA e Corey! Vou assistir! Eu sei que o Elon Musk fez um documentário chamado "a vingança do carro elétrico", acho que em resposta a esse documentário aí.

      Abraços!

      Excluir
  4. Gostaria muito de ter um carro elétrico, só acho que países como o Brasil demore para que isso ocorra, sei que exite alguns por ai, mas um país onde taxistas tem apoio do governo para o boicote do Uber, não vou ficar surpreso se o governo criar certa resistência quanto a isso, ainda mais em se tratando de petróleo e a Petrobras, no minimo vao falar que isso é um boicote da "grande empresa" brasileira.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aqui no Brasil também acho que vai demorar... melhor esperar sentado.

      Excluir
  5. Para proteger empregos e o nosso orgulho nacional (ou nossa vergonha) o governo irá sobretaxar o carro elétrico em 700%.

    ResponderExcluir
  6. Obrigado pela dica, vou ler o livro.
    Um contraponto:
    https://www.youtube.com/watch?v=17xh_VRrnMU

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Interessante esse vídeo, CF. Realmente os EUA tem muito o que fazer em termos de produção de energia renovável, se são tão dependentes de carvão assim.

      Abraço!

      Excluir
  7. Excepcional Madruga!

    Como você, eu também nunca tive vontade de ter um carro (Pelo menos até o momento). Ninguém ainda conseguiu me convencer que o carro não se trata de um item para demonstrar status ou gerar mais gastos no orçamento, com exceção de uma emergência claro, pois nessas horas é ótimo ter um carro em casa caso precise levar alguém em um pronto socorro ou algo do gênero.

    Com isso, acho que um carro elétrico mudaria muito bem a minha visão sobre veículos, não só pelo fato dos gastos (que nesse caso só seria com a compra do veículo ou de alguma manutenção), mas também pelo motivo ecológico. Qualquer contribuição, mesmo que mínima já é um ponto positivo pra deixar algo de bom pros filhos e netos que estão por vir.
    Só acho meio difícil adequarmos quem já está acostumado com o veículo à combustão, acostumar com o elétrico. Isso é algo que creio que levará tempo não só pela cultura, como também pelo preço (que no primeiro momento, com certeza não virá com preço acessível, assim como foi nos EUA)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala Albino! Ninguém me conseguiu convencer ainda, mas às vezes rola uma pressão hahaha. Eu moro muito próximo de 80% dos lugares que eu frequento, nada vai me convencer que gastar fortuna pra comprar/manter um carro é uma boa ideia.

      Abraço!

      Excluir
  8. Livro do Elon em promoção na Amazon. Acabei de comprar!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. No meu caso baixei de graça no mIRC para ler no Kindle...

      O engraçado é que a Amazon tá vendendo a versão em papel do livro bem mais barato do que a versão do Kindle... vai entender!

      Excluir
    2. Olá

      Existe uma lei, ou algo do tipo que limita o preço dos livros digitais.

      Abç

      Excluir
    3. Anon, até onde eu sei não existe lei nesse sentido. É bizarro venderem ebook mais caro que livro físico... O ebook não tem custo nenhum de fabricação.

      Excluir
  9. Excelente post! É um assunto que muito me interessa (sou engenheiro eletricista) e realmente Elon Musk é o Real Iron Man!

    Também não tenho um carro (já tive, mas vendi) porém confesso que carros me atraem...

    E a solução "Tesla" é incrível! Tanto de solução energética, desing e tecnologia embarcada!

    Seu madruga, se puder visite meu blog também.. acabei de criá-lo!

    Grande abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Japa, acho que Elon Musk vai ser a pessoa mais rica do mundo em breve... o cara tá mandando muito bem em mercados extremamente estratégicos... tudo isso com menos de 45 anos de idade, se não me engano.

      Vou visitar seu blog sim. Abraço!

      Excluir
    2. Seu Madruga procure sobre Jeff Bezos

      Excluir
    3. Anon, conheço o Jeff Bezos, no fim do ano passado li "A loja de tudo". Só achei que o autor do livro não se dedicou muito a escrever sobre a Blue Origin...

      Excluir
    4. Olá Madruga, então eu considero que a Blue Origin será uma visão premium da tecnologia espacial, uma vez que a mesma não tem tanta pressão por parte da imprensa e investidores por resultado o que ajuda a realização de trabalhos bem feitos. Só olhar para o logo e ver as tartarugas, que significa ajustes e o tempo levará ao resultado que almejam e os dizeres gradualmente/ferozmente)

      Irei dar motivos para ele ser o homem mais rico.

      1- Ele tem na amazon mais de 11% das ações.
      Porém a amazon não para de investir, mais investimentos, significa busca de maiores mercados, menos custos, mais marketing.... a empresa irá dominar as vendas.

      Argumentação: Mais importante que fazer o produto é vender o mesmo, a amazon esta realizando isto, ela num futuro não muito distante irá concorrer com o walmart de igual para igual.

      2- Blue Origin: como acabei de dizer considero ela mais premium, algo como se fosse muito mais bem planejado que as demais concorrente (tem a virgin na parada também).

      3- Washington post: É importante lembrar que as pessoas são influenciáveis e você ter uma empresa confiável pelo grande publico como meio de informação não só dá dinheiro, dinheiro é o de menos nesta compra, dá poder a ele.

      Bem é mais isto mesmo, abraço madruga. Me perdoe os erros de portugues.

      Excluir
    5. Novamente, sobre qualquer duvida com relação a competição com o walmart que possa ocorrer no futuro, ela ja existe, porém pouco popularizada, hoje ja é possivel comprar comida e produtos de casa pelo amazon. Abraço e sucesso na sua vida madruga

      Excluir
    6. Anon, li "A Loja de Tudo", livro que fala sobre a ascensão da Amazon, e não tenho dúvidas que o Jeff Bezos é uma pessoa excepcional (no melhor sentido da palavra), e de fato ele é um sério candidato a homem mais rico do planeta caso a Amazon se expanda de acordo com as pretensões dele.

      O Wal-Mart realmente tem motivos para temer a Amazon, pois a Amazon tem essa pretensão de ser essa "loja de tudo" como diz o título do livro, e certamente sabe vender coisas pela internet muito melhor do que o Wal-Mart faz.

      Abraço!

      Excluir
  10. Aproveitando o post sobre carro elétrico...
    Vocês já sentiram ou sentem que a falta de um carro pode reduzir consideravelmente o seu nível de socialização?
    Explico: Essa situação obviamente é individual, vai pesar mais pra uns que pra outros. Mas sejamos sinceros, depender exclusivamente de transporte público é complicado, quando há eventos sociais sejam eles quais forem, desde casamento, festas de empresa, a um jogo de futebol em quadra alugada, presumisse que os possíveis convidados tenham como chegar ao local.
    Em qualquer cidade de 100k/hab pra cima geralmente os locais não são ao lado de sua casa e nem sempre há transporte para o local do tal evento. Tem também o fato que depender de carona depois de certa idade é foda.
    Mesmo em cidade pequena, as vezes pode ser necessário ir a outra cidade, aí já viu... e quando a ocasião termina muito tarde?
    Taxi é caro. E nem vou entrar na questão de namorar sem carro.
    Enfim quem quiser dizer algo a respeito fique à vontade. Me desculpe por fugir um pouco do tema do post.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tenho 28 anos e nunca tive carro... senti isso a vida toda, Anon. A sanção social para quem não tem carro é enorme! Não é a toa que a galera mal consegue o primeiro emprego e a primeira coisa que faz é financiar um carro em parcelas de R$ 600/mês...

      Abraço!

      Excluir
  11. Post épico! Será se um dia ainda terei um carro elétrico morando no Brasil?

    ResponderExcluir
  12. Muito top. Não conhecia a SpaceX, e conhecia por cima a história da Tesla. Não sabia que era tudo de graça os pontos de abastecimento, porque o consumo de energia é bem alto pra recarregar o carro. Muito bom mesmo. Talvez eu dirija um em algum ponto de minha vida hahahha.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vira Lata, depois pesquisa sobre a Blue Origin também. Abraço!

      Excluir
  13. Pois é cara, quando criança nunca havia entendido a neessidade de se comprar um carro...você paga pelo carro, e paga o dobro se financiá-lo. paga gasolina para abastecê-lo, paga a manutenção do carro, pagaimpostos e ainda paga seguro! porra sempre me merguntei porque as pessoas não preferiam andar de táxi...hoje em dia eu entendo mas na época de criança não entendia...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Elender, eu entendo a necessidade de um carro, vez ou outra até sinto falta por não ter um, mas no geral estou bem sem ele, e muito feliz com o fato de que não estou gastando uma pequena fortuna para comprar e manter um automóvel.

      Abraço!

      Excluir
  14. Eu nao aguentei a pressão e comprei um carro aos 27 anos. Peguei um popular mesmo. Dei entrada alta e parcelei o resto em 16x. Faltam somente 3 parcelas para quitar, porém às vezes me bate o arrependimento e depois nao. Atrapalha e muito nos aportes. Passei a utilizar o carro somente umas 3,4x por semana e tenho ido de transporte ao servico. Fiz os cálculos e indo 3x por semana de transporte e utilizando o carro mais nos otros 3 dias tenho economizado bem mais. No mais é isso ae.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A pressão é forte mesmo. Tem gente que age como se eu tivesse cometido um crime quando digo que não tenho carro. Bisonho.

      Minha sorte é morar perto do trabalho ao ponto de ser possível ir andando. Me recuso a ter carro enquanto morar perto do trabalho.

      Abraço!

      Excluir
  15. Madrugão meu velho, excelente matéria, meus parabéns. Bastante louvável as idéias desse homem, definitivamente é uma biografia que merece ser lida.
    A propósito, você poderia mostrar as fontes onde conseguiu esses dados? Ficaria imensamente agradecido.
    Sucesso meu velho!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Anon, esse cara realmente tem a pretensão de mudar o mundo para a melhor (e ganhar muito dinheiro com isso, é claro).

      Não sei quais dados você está se referindo especificamente, mas no final da biografia que citei no post há um apêndice com alguns desses dados.

      Abraço!

      Excluir
  16. Madruguinha.

    Grande, postagem. Não conhecia as empresas, só tinha ouvido falar sobre a Tesla há algum tempo atrás. É muito bom saber que vamos ter carros mais modernos em pouco tempo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala vidinho! Tudo bem? Acho que vai demorar um pouco para esses carros chegarem no Brasil... e quando chegarem provavelmente serão vendidos a um preço ridiculamente alto. Mas a esperança é a última que morre, né. Abraço!

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...