domingo, 27 de setembro de 2015

Fato relevante: redução nos aportes

Olá, pessoal, tudo bem? Por aqui tudo ruim, pois terei que reduzir os aportes para pagar uma despesa de R$ 15 mil.


Minha empresa tem 4 sócios (eu e mais três), cada um com 25% de participação. O capital social é de R$ 100 mil, logo cabia a cada sócio integralizar R$ 25 mil.

Há um tempo atrás eu integralizei R$ 10 mil, ou seja, de minha parte ficou faltando R$ 15 mil.

Bom, a novidade é que resolvi parar de empurrar com a barriga a hora de integralizar esses R$ 15 mil faltantes. Por conta disso, reduzirei o valor de meus aportes para amortizar mês a mês os quinze contos até zerá-lo.

Não faço a mínima ideia de quanto tempo terei que manter essa política de aportes reduzidos... é difícil fazer uma previsão pois não tenho remuneração fixa. Só espero que seja rápido!

Um esclarecimento: é claro que minha participação societária é um ativo, mas não contabilizo participação societária como ativo neste blog, e é por isso que estou tratando a situação acima narrada como se fosse uma despesa.

Sem mais para o momento, desejo a todos uma boa semana!

11 comentários:

  1. É uma obrigação... Negócio é pagar o mais rápido possível e seguir em frente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você tem razão, eu ia ter que lidar com isso cedo ou tarde.

      Excluir
  2. Sr Madruga
    Com a inflação em alta, talvez seja bom você demorar um pouco para pagar seus colegas, se é que me entende...
    hahahaha
    de todo modo, estou acompanhando o blog ainda, não deixe de postar vez ou outra!

    Grande abraçoo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Burguês, tudo bem? Estou postando na medida do possível, só neste mês foram cinco posts. Vou pagar devagarinho mesmo, como você sugeriu, até porque não há juros ou correção monetária me pressionando.

      Excluir
    2. Concordo, com vc. Ainda mais pela lógica dos juros compostos no tempo. Aportar pouco ´infinitamente melhor do que não aportar.

      Abç

      p.s.: acompanhando seu blog!

      Excluir
  3. Eu ate sugeriria nao aportar e fechar esta divida primeiro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pensei nisso, amigo, mas passar meses sem aportar seria bastante ruim para o psicológico, daí resolvi seguir aportando e amortizando a "dívida" ao mesmo tempo.

      Excluir
  4. Com estes tempos que correm é fundamental operar com o mínimo de dívidas .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade, Mauro... depois de quitar esses R$ 15k estarei "livre e desembaraçado de qualquer ônus", como dizem por aí.

      Excluir
  5. Eu nunca necessitei contrair dívida, mas já tive a sensação de quando se deve algo a alguém, parece que aquilo fica pesando na consciência e enquanto não se livra daquilo parece que fica te consumindo por dentro, chega a ser medonho, boa sorte madruga e vamos que vamos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jovem, também compartilho desse sentimento, não me sinto bem com dívidas, espero que isso seja um sinal de que temos bom caráter.

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...